Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

03/02/2007 07:46

STF concede HC de ofício ao deputado federal Vadão

STF

Ao julgar a Petição (PET) 3593, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu conceder, de ofício, Habeas Corpus ao deputado federal Vadão Gomes (PP/SP) e sua sócia, Célia Regina Molina Gomes, para o efeito de extinção do procedimento penal a que respondem.

Consta nos autos que foi instaurado contra o deputado e sua sócia procedimento administrativo no Tribunal de Impostos e Taxas do estado de São Paulo (TIT-SP), pela suposta prática de delito contra a ordem tributária – sonegação fiscal. A defesa interpôs recurso ordinário no (TIT-SP), que ainda não foi julgado.

Questão de ordem

Antes de declarar seu voto, o ministro Celso de Mello, relator da PET 3593, levantou questão de ordem, invocando jurisprudência do STF no sentido de que não se torna possível “admitir a prematura instauração de procedimento penal para apuração da prática de crime contra a ordem tributária (artigo 1º da Lei 8.137/90) se, em relação a esses fatos supostamente delituosos, existe processo administrativo ainda não definitivamente concluído, como sucede no caso em exame”.

Ele sustenta que, dessa forma, se estaria investigando um fato “desvestido de tipicidade penal”. Celso de Mello ressalta a existência de precedentes em que o Supremo concedeu ordem de habeas corpus, entendendo que não se justifica a mera suspensão de investigação penal, se o fato, supostamente delituoso, ainda não se mostra típico, porque não se constituiu definitivamente o crédito tributário.

Voto

Celso de Mello considerou ser impossível ordenar a mera suspensão dos atos de investigação, e propôs, em seu voto, que o Supremo concedesse, de ofício, Habeas Corpus ao deputado federal Vadão Gomes e sua sócia, Célia Regina Molina Gomes, para o efeito de extinção do procedimento penal em tramitação. Os ministros, por unanimidade, seguiram o voto do relator.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)