Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/08/2007 07:49

STF aceita denúncia contra 19 dos 40 acusados

Wellton Máximo/ABr

Brasília - Depois de três dias de julgamento do inquérito sobre o mensalão, o Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou denúncias contra quase metade dos acusados de participar do esquema de compra de votos. Das 40 pessoas denunciadas pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, até agora 19 viraram réus e responderão por crimes que vão de corrupção a lavagem de dinheiro.

Entre os que serão processados estão parlamentares, ex-ministros e dirigentes do Banco Rural , além do empresário Marcos Valério de Souza. Apontado como chefe do esquema, o ex-chefe da Casa Civil, José Dirceu, escapou da primeira acusação.

O relator do caso, ministro Joaquim Barbosa, disse que não viu justificativa para acusar Dirceu e a cúpula do PT, formada por José Genoino, Silvio Pereira e Delúbio Soares, por peculato – uso do cargo para desviar dinheiro público. Os quatro ainda podem ser processados por corrupção ativa e formação de quadrilha.

Já o deputado petista e ex-presidente da Câmara, João Paulo Cunha, responderá pelos crimes de peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele foi acusado de mandar a mulher sacar R$ 50 mil em dinheiro vivo numa agência do Banco Rural.

Também entraram para a lista dos réus o ex-ministro Luiz Gushiken, da Secretaria de Comunicação Social, e o ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, além da presidente do Banco Rural, Kátia Rabello, e mais três dirigentes da instituição, e de Marcos Valério e seus ex-sócios e funcionários nas agências de publicidade DNA e SMPB, .

No final da tarde, os ministros do STF decidiram ainda incluir na ação penal o ex-ministro dos Transportes, Anderson Adauto, os ex-deputados Professor Luizinho (SP) e João Magno (MG), e o atual deputado Paulo Rocha (PA), todos do PT. Os três também são acusados de ter recebido dinheiro de Marcos Valério.

Confira abaixo a lista dos 19 réus, com as respectivas acusações até o terceiro dia de julgamento:

Luiz Gushiken
peculato

João Paulo Cunha
peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Henrique Pizzolato
peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Núcleo publicitário



Marcos Valério de Souza- corrupção ativa (2 vezes), peculato (3 vezes) e lavagem de dinheiro

Cristiano Paz- corrupção ativa (2 vezes), peculato (3 vezes) e lavagem de dinheiro

Geiza Dias dos Santos- lavagem de dinheiro

Ramon Hollerbach- corrupção ativa (três vezes), peculato e lavagem de dinheiro

Simone Vasconcelos- lavagem de dinheiro

Rogério Tolentino- lavagem de dinheiro

Núcleo financeiro (Banco Rural)

Kátia Rabello- gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro

Ayanna Tenório- gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro

José Roberto Salgado- gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro

Vinícius Samarane- gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro

Núcleo do PT

Anderson Adauto (não é do partido, mas foi incluído no núcleo do PT)- lavagem de dinheiro

José Luiz Alves (ex-chefe de gabinete de Adauto)- lavagem de dinheiro

João Magno- lavagem de dinheiro

Paulo Rocha- lavagem de dinheiro

Anita Leocádia (ex-assessora de Paulo Rocha)- lavagem de dinheiro

Professor Luizinho- lavagem de dinheiro



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)