Cassilândia, Domingo, 24 de Junho de 2018

Últimas Notícias

18/01/2014 15:56

Solto, acusado de estupro e família ameaçam e vítima "desaparece"

Campo Grande News

Após a liberação de Emanuel de Jesus Meireles, 23 anos, acusado de assaltar uma empresa e estuprar uma funcionária, a vítima optou por se esconder, temendo retaliações dele e da família do acusado. Na companhia da mãe, a jovem e a filha, de 3 anos, deixaram a casa onde moravam juntas. A Polícia alega que “não deu tempo” de emitir o mandado de prisão e o suspeito não pode ficar preso.

“Ela é quem está presa, se escondendo, enquanto ele, que é o bandido, está livre, solto”, indigna-se a proprietária da empresa onde o crime aconteceu. Na noite de ontem, ela foi à delegacia com a funcionária fazer o reconhecimento de Emanuel e, desde então, não conseguiu sair de casa ou abrir a empresa.

“Não estou nem saindo na rua, eles viram meu rosto, né? A família dele estava na delegacia ontem, e dizia que o irmão era inocente e que iriam me processar por estar fazendo a acusação. Tenho medo de que não só ele, mas outros parentes façam alguma coisa para nos calar”, acrescenta.

Fuga – A patroa da vítima teme que, uma vez solto, Emanuel nunca mais seja encontrado. “Ela fez o exame de corpo de delito e colheram material que pode comprovar o estupro. Também coletaram o dele, ou seja, ele sabe o que ele fez e que, quando sair o resultado, não vai mais ter como negar. Ele teve a oportunidade de escapar e nunca mais vai voltar”, acredita.

Após o episódio traumático, a mulher espera que seja feita justiça. “Se ele for preso a gente vai se sentir mais segura, mas, principalmente, justiçada, porque ele acabou com a vida da menina, ela esta horrorizada, e muito abalada psicologicamente”, conclui.

Caso – Por volta das 16 horas do dia 16 a funcionária estava sozinha, na empresa na avenida Senhor do Bonfim, no bairro Novos Estados, em Campo Grande, quando foi surpreendida por Emanuel, que portava uma faca. O suspeito a teria levado ao banheiro e a estuprado. A ação durou menos de 10 minutos, e a vítima foi encontrada pela dona da empresa.

O acusado foi identificado e preso pela Polícia Militar na região do bairro Nova Lima. Ele foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro da Capital.

A vítima foi até o local e reconheceu o suposto estuprador.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 24 de Junho de 2018
07:14
Cassilândia
Sábado, 23 de Junho de 2018
09:00
Santo do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)