Cassilândia, Sexta-feira, 28 de Abril de 2017

Últimas Notícias

15/04/2017 07:40

Sobe para 92 número de mortos após bomba jogada pelos EUA

Midiamax

O lançamento da ‘mãe das bombas’, realizada pelos Estados Unidos em um núcleo do Estado Islâmico (EI) no Afeganistão já resulta na morte de 92 pessoas ligadas ao EI, conforme o jornal O Estado de São Paulo. As informações são de autoridades da Província de Nangarhar, que descartaram vítimas civis.

Nesta sexta-feira o Pentágono divulgou nesta sexta-feira, um vídeo, que mostra o momento do impacto da bomba GBU-43 NO Afeganistão. Conforme a Agência Brasil, 36 pessoas do Estado Islâmico (EI) morreram.

No vídeo, as imagens mostram o artefato caindo na ladeira de uma montanha do distrito de Achin, na província de Nangarhar, com uma potência equivalente a 11 toneladas de TNT. Uma imensa coluna de fumaça e escombros aparece após a explosão, que acontece antes de tocar a terra para criar uma potente onda expansiva capaz de derrubar túneis e bunkers ao gerar um pequeno terremoto.

“No vídeo é possível observar o avanço da onda expansiva em uma área montanhosa e remota do leste afegão na qual o EI, que chama a essa região da Ásia central de Khorasan (província de seu autoproclamado califado), tinha se fortalecido”, explica a Agência Brasil.

A ofensiva foi realizada na noite de ontem (13), às 19h32, no horário local, 12h02 de Brasília. Conforme a Agência Brasil, o número de atingidos ainda é incerto, e podem ser milhares. Informações repassada à Agência EFE por um porta-voz do Ministério de Defesa afegão, Muhammad Radmanish, afirma que morreram “pelo menos 36 membros do EI”.

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, declarou que o objetivo era destruir um "sistema de túneis e cavernas" do EI no Afeganistão que "lhes permitia mover-se com liberdade e atacar com mais facilidade os militares americanos e as forças afegãs".

A Agência Brasil explica que a bomba existe desde 2003, mas só havia sido utilizada em testes, e foi elaborada “não só para destruir bunkers e túneis, mas como arma psicológica, pelo impacto que deixa nos sobreviventes”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 28 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 27 de Abril de 2017
13:24
Cassilândia
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)