Cassilândia, Domingo, 30 de Abril de 2017

Últimas Notícias

21/04/2017 13:34

Sistema fora do ar prejudica acesso à Justiça e advogados cobram solução

Luana Rodrigues, Campo Grande News

 

Falhas recorrentes no sistema do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, o e-SAJ, têm incomodado advogados de todo o Estado. Conforme a categoria, o problema impede o acesso de cidadãos à Justiça, já que qualquer ação está condicionada ao procedimento eletrônico.

 

Conforme o advogado Jully Heyder da Cunha Souza, o e-SAJ é a única forma que o advogado e o próprio cidadão tem para acessar à Justiça. “Não existe mais processo físico, todos são digitais, então todos os advogados estão completamente dependentes do sistema, se ele apresenta inconstância na sua disponibilidade, fica tolido o acesso a Justiça, garantido por lei”, diz.

O advogado fez um post no Facebook relatando o problema. O texto foi comentado por vários profissionais, que afimaram estar enfrentando os mesmos trantornos.

Para o presidente da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso do Sul), Mansour Elias Karmouche, a situação é inaceitável.

“Desde março, o sistema utilizado pelo Poder Judiciário tem apresentado inúmeros problemas. O principal é a instabilidade, que está gerando enormes prejuízos a toda classe da advocacia. Falta clareza e transparência quando o sistema está inoperoso, o que tem causado inúmeros transtornos e, inclusive, situações que colocam o profissional em evidente prejuízo”, considera o presidente.

Conforme Karmouche, a OAB encaminhou um ofício ao Tribunal, cobrando providências quanto a situação.

Para verificar o problema, o Campo Grande News tentou acessar sistema. No entanto, a mensagem disponível é a seguinte: "Não foi possível atender sua requisição. Tente novamente em alguns instantes. Se o problema persistir entre em contato com a Secretaria de Tecnologia da Informação do TJMS".

O site do Tribunal de Justiça disponibiliza atestados de indisponibilidade do sistema. Segundo os dados, somente em abril, o peticionamento eletrônico ficou fora do ar por quatro vezes, nos dias 7, 12, 17, 19. Em março, ocorreram duas falhas.

Os atestados servem para que os advogados possam solicitar prorrogação de prazo nos processos. No entanto, segundo os profissionais, o documento não registra de maneira fiel os horários em que o sistema permanece fora do ar, o que também causa transtornos.

Justificativa - Por meio da assessoria de imprensa, o TJ/MS informou que, por conta do vendaval ocorrido no fim de semana passado, um equipamento de refrigeração apresentou problemas, causando um superaquecimento no centro de dados.

“Isto causou uma instabilidade nos sistemas durante esta semana devido a alguns equipamentos terem sido danificados pelo superaquecimento. A Secretaria de Tecnologia da Informação do TJMS informa que este problema foi solucionado na noite de quarta feira, restabelecendo a normalidade dos serviços na quinta-feira”, explicou o TJ.

Ainda conforme o Tribunal, eventuais problemas são prontamente avaliados e resolvidos para atender ao jurisdicionado e àqueles que necessitam do sistema para o trabalho diário.

O TJ informou ainda que os atestados de indisponibilidade são publicados sempre que é ultrapassado o limite disposto no Provimento n° 305, Art.21, de 16 de janeiro de 2014 (60 minutos), ocasionando a prorrogação dos prazos processuais.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 29 de Abril de 2017
Sexta, 28 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)