Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/11/2006 07:36

Sistema carcerário: Natal faz Zeca decretar emergência

Fernanda Mathias/Campo Grande News

O governador de Mato Grosso do Sul, Zeca do PT, decretou ontem novamente situação de emergência em função do colapso no sistema penitenciário. Desta vez, a proximidade do Natal e a tensão que a data gera entre os presos é um dos motivos alegados para que obras sejam aceleradas. O primeiro decreto, motivado pelas rebeliões dos dias 14 e 15 de maio, foi naquele mês. Vencido o seu prazo, em agosto, o governo editou novo decreto e desta vez engloba também os municípios de Dourados, Três Lagoas, Rio Brilhante, Maracaju e Mundo Novo. O decreto é válido por 90 dias.

O decreto ampara medidas de emergência, como reformas, com dispensa de licitação e também o pleito de recursos junto ao governo federal. Considerada depredação nas unidades prisionais dos municípios e “a urgente necessidade de construir outras unidades prisionais ou reformar e ampliar as existentes para evitar fuga de detentos, principalmente no final do ano, quando se tornam mais freqüentes”.

No começo de setembro a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) baixou portaria em que suspende o gozo de férias por agentes penitenciários no período de 1º de dezembro próximo a 31 de janeiro de 2007.

O Campo Grande News mostrou em reportagem recente que seis meses após as rebeliões a situação de insegurança permanece nas unidades penais do Estado. Agentes penitenciários denunciam problemas na estrutura do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Campo Grande e em Dourados somente 50% da obra para recuperação do presídio foram executados até agora. Na noite do dia 13 de outubro 12 presos conseguiram fugir da Máxima. Um deles foi morto, um recuperado no mesmo dia e outros três no decorrer da semana. Sete continuam foragidos.

Ao decretar emergência pela primeira vez, em 18 de maio, o governo alegava que a capacidade do sistema carcerário é de abrigar 3.737 detentos, quando haviam 8.266, além de 1.696 em delegacias.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)