Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/02/2006 07:00

Sisbov: conheça as novas regras às propriedades rurais

Fernanda Mathias/Campo Grande News

As regras das rastreabilidade vão mudar e a partir de janeiro de 2007, os criadores de bois e búfalos cuja carne seja destinada à exportação, deverão obrigatoriamente ter sua propriedade aprovada pelo Sisbov (Sistema Brasileiro de Identificação de Origem bovina e Bubalina) de acordo com Instrução Normativa a ser publicada ainda este mês.

Além disso, a partir de 2009 será permitidos somente o ingresso de bovinos e bubalinos nas propriedades aprovadas pelo Sisbov, se oriundos de outras propriedades também aprovadas pelo sistema. “A principal mudança é neste conceito de propriedade certificada em substituição a animal identificado”, explica o Secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, Márcio Portocarrero. Na próxima semana, técnicos do Mapa irão se reunir com os órgãos estaduais de defesa sanitária para discutir as novas regras.

Haverá um prazo de transição até 31 de dezembro deste ano para que os produtores que atualmente têm animais na base nacional de dados do sistema possam se adequar à determinação de que a propriedade deva ser certificada. “Neste período, para comercializar sua produção o criador poderá ter estoques de animais pelo modelo atual e paralelamente solicitar a aprovação de sua propriedade”, diz.

A mudança visa atender as exigências dos mercados importadores de carne brasileiro, principalmente o mercado europeu, de implantar o modelo e determinar os prazos. Após a implantação, uma missão deverá vir ao Brasil para verificar se as exigências estão sendo cumpridas.

As mudanças também proporcionam mais atribuições aos órgãos estaduais de defesa sanitária. O primeiro passo para o produtor aderir ao sistema é solicitar ao órgão estadual o cadastro de sua propriedade e o inventário dos animais. Depois, ainda no órgão estadual, o produtor preenche um protocolo básico, onde irá descrever seu sistema de produção, incluindo momento do manejo, desmame, tratamento sanitário e tipo de alimentação do animal.

Hoje 33 milhões de animais estão na base de dados do Sisbov. Em 2005, a média diária de inclusões foi de 38,4 mil animais. Até que a nova regra seja publicada, fica valendo o cronograma atual, ou seja, o após ser identificado, o animal cuja carne seja destinada à União Européia deve permanecer 90 dias na área habilitada pelo bloco e 40 dias na base de dados do Sisbov.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)