Cassilândia, Sexta-feira, 28 de Fevereiro de 2020

Últimas Notícias

04/02/2020 10:30

Sindicato dos postos do Estado apoia taxação do ICMS por litro do combustível

Impostos federais e estaduais representam 48% da formação de preço do combustível e prejudicam o setor

Campo Grande News

Com os impostos estaduais e federais representando um peso de pelo menos 48% sobre o preço final dos combustíveis, o setor de postos é favorável a proposta do Presidente Bolsonaro sobre taxar os combustíveis por litro do ICMS num patamar fixo. De acordo o gerente executivo do Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Lubrificantes e Combustíveis), Edson Lazaroto o segmento entende que a medida seria uma das formas de tentar conter os constantes reajustes nos preços que ocorrem de 15 em 15 dias, toda vez que há mudança da pauta pelos governos estaduais.

Atualmente os valores são cobrados em cima de pesquisas de preços na média dos postos existentes na Capital e interior a cada 15 dias, Nestes levantamentos os fiscais da Sefaz coletam os preços e encaminham ao CONFAZ (Conselho Nacional de Política Fazendária) que fixa o PMPF (Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final), através de Ato Cotepe.

“Avaliamos a medida do presidente de maneira positiva, pois cremos que tudo que for feito em prol do consumidor final e o revendedor de combustíveis, que são os mais frágeis da cadeia produtiva, será bem-vindo”, enfatizou.

O gerente do Sinpetro lembra que os postos principalmente da Capital, passam por momentos críticos devido, primeiro pela acirrada concorrência. “São mais de 140 postos e a concorrência às vezes é predatória”, explica.

Além disso ele destaca que as vendas estão fracas pelo período de férias escolares e coletivas de trabalho e próximo do Carnaval. “O velho jargão permanece, que o Brasil começa o ano somente após o carnaval, mas as contas continuam a chegar”, destaca que mesmo com a queda nas vendas os compromissos de contratos com as distribuidoras continuam. Lazarotto relata também que sempre o volume de vendas cai em média 30% entre dezembro até março. “Temos somente na Capital mais de 25 postos fechados, aguardando a economia voltar a crescer”, acrescentou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 27 de Fevereiro de 2020
10:00
Receita do Dia
Quarta, 26 de Fevereiro de 2020
10:00
Receita do Dia
Terça, 25 de Fevereiro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)