Cassilândia, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

Últimas Notícias

04/08/2018 14:32

Simone homenageia pai, detalha ida a presídio

Aline dos Santos e Mayara Bueno, Campo Grande News
Simone (de vermelho) é senadora e vai disputar governo do Estado pelo MDB. (Foto: Marina Pacheco)Simone (de vermelho) é senadora e vai disputar governo do Estado pelo MDB. (Foto: Marina Pacheco)

A presença do ex-governador André Puccinelli, preso desde 20 de julho, pairou sobre a convenção do MDB, ao passo que a ausência da liderança, que até então seria o candidato do partido, motivou choro e discurso marcado por revolta. Candidata ao governo, a senadora Simone Tebet (MDB) foi às lágrimas ao comentar a situação de Puccinelli na cela especial do Centro de Triagem.

“Um homem que serviu esse Estado e nem era réu foi preso apenas porque teve coragem de dizer que era candidato ao governo. Ele estava de chinelo no pé, como qualquer outro trabalhador, com mais de 20 homens na cela. Está recebendo, no fim de semana, carne para fritar e deixa na gordura porque não tem geladeira. É essa a situação do nosso eterno governador. Aceitei por ele, por nós e por Mato Grosso do Sul” , declarou Simone na convenção, em que foi aclamada candidata.

Ela afirma que o partido vai responder à violência com espírito público. Simone manteve o mote de Puccinelli nas campanhas eleitorais: Amor, Trabalho e Fé. “O plano de governo não vai ser muito diferente do que ele idealizou. Vamos por André”.

No discurso, também se emocionou ao lembrar do pai. “ Sou filha do maior homem público que Mato Grosso do Sul já teve”, disse, ao citar Ramez Tebet, que foi senador, governador e ministro.

O repúdio à prisão de Puccinelli marcou o discurso do ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB). “O André está ilegalmente trancafiado. Era o nosso candidato”, diz. Segundo ele, o partido respondeu à altura. “Transformamos o limão em limonada a poucos dia da convenção”, afirma. Marun elogiou que Simone pensou no partido.

Para o senador Waldemir Moka, candidato à reeleição, o MDB está com a melhor candidata que poderia apresentar. Conforme o presidente municipal do MDB, Ulisses Rocha, a coligação é com o PHS, PTC, PR, PRTB, DC e PSC.

Serão duas chapas para deputado estadual, uma do MDB e outra para as coligações. O candidato a vice é o procurador aposentado Sérgio Harfouche (PSC), numa aliança de última hora.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Janeiro de 2019
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Domingo, 20 de Janeiro de 2019
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Sábado, 19 de Janeiro de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)