Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/01/2006 15:44

Setor leiteiro receberá medidas emergenciais do governo

Humberto Marques / Campo Grande News

A Secretaria de Produção e Turismo deve encaminhar nos próximos dias medidas emergenciais para tentar minimizar a crise vivida pelos produtores de leite de Mato Grosso do Sul. Dentre as ações explanadas pelo titular da pasta, Dagoberto Nogueira Filho, está a recuperação do EGF (Empréstimo do Governo Federal), mais reduções na alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), melhoria na infra-estrutura básica (como estradas e energia) e o ajuste simultâneo da pauta do leite e derivados praticada no mercado.

As medidas foram anunciadas durante reunião, na manhã de hoje, entre Nogueira Filho e representantes da Câmara Setorial do Leite (formada por empresários e produtores do setor). Os presentes reavivaram as discussões sobre a EGF, que foi cogitada em novembro de 2005. O secretário informou que, em contato com a Superintendência Regional do Banco do Brasil, soube que há em caixa R$ 10 milhões para este fim. Com a contratação dos valores, espera-se permitir aos laticínios estocar o produto e o retorno ao mercado na oportunidade em que for reduzida a oferta.

Preço baixo – De acordo com a assessoria da Seprotur, os produtores queixam-se das alíquotas do ICMS, embasando-se no fato de que alguns Estados (como São Paulo e Rio Grandeo do Sul) o valor do imposto chega a 0%. Adriana Mascarenhas, coordenadora da Câmara Setorial do Leite, defende que “o governo tem baixado os impostos para os laticínios, porém eles não repassam esse incentivo aos produtores”.

Os produtores alegam que, em um ano, o produto desvalorizou-se até 50%: enquanto em 2004 o leite chegou a ser vendido por R$ 0,45 o litro, o valor atual seria de R$ 0,24. “Mas já existem indústrias pagando até R$ 0,18 por litro”, apontou o secretário. O empresário Carlos Rosso, por sua vez, sustentou que a crise também está no mercado final. “Basta observar quanto as grandes redes de supermercado estão pagando”, afirmou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)