Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/08/2016 07:45

Setor florestal em MS é promissor, mas rodovias ruins travam expansão

Campo Grande News

As florestas plantadas em Mato Grosso do Sul apresentam 920 mil hectares de plantação, ao produto que dá origem a celulose, biomassa e MDF. Os números são otimistas, apenas de empregos gerados são contabilizados mais de 100 mil, mas a falta de boas rodoviais federais trava a expansão.

Durante evento que discutiu o panorama do setor florestal brasileiro e Sul Mato-grossense, o mercado de celulose e as tendências de produção, realizado na noite desta segunda-feira.

Na ocasião, o governador do Estado, Reinaldo Azambuja, disse que o mau estado de conservação das Brs 262 e 267 são resultados da falta de capacidade do governo federal em “tocar o país”. E garantiu que a logística do Estado ganhará investimentos: “É fundamental para o desenvolvimento, e demanda investimento. As concessões em parceria público privada por exemplo devem ser discutidas”, sugeriu.

Reinaldo Azambuja voltou a dizer também sobre a retomada da ferrovia no estado, e ressaltou que ela será recuperada e funcionará como mais um braço para o crescimento do setor. “Pois com ela nós vamos ganhar potencial e teremos mais competitividade. A Perenização da paraná tiete também ser um elo logístico para o setor florestal do Estado”, disse.

Para o Engenheiro Florestal Moacir Reis, do Reflore, o setor é o grande responsável por alavancar a economia local. Segundo ele, esse mercado emprega um trabalhador a casa 10 hectares, o que torna Mato Grosso do Sul o terceiro Estado com mais florestas plantadas – ficando atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais.

Ainda de acordo com o engenheiro, apesar do crescimento do plantio, a estrutura dos municípios que abrigam o setor, como Três Lagoas e região, não têm suportado a demanda. E para dar continuidade ao desenvolvimento do mercado, é preciso investimentos. “A duplicação da BR-262 é essencial, a colheita precisa chegar até a fábrica”, apontou.

Mato Grosso do Sul tem três fábricas de celulose, e o setor continua em crescimento. No ano que vem, por exemplo, o estado deve ganhar mais um estímulo com a instalação da empresa de MDF em Água Clara. A expectativa é que a empresa produza 200 mil metros cúbicos de placas a partir de 2017. A fábrica deve funcionar às margens da br-262.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)