Cassilândia, Sexta-feira, 23 de Outubro de 2020

Últimas Notícias

17/08/2020 15:00

Sesp deflagra Operação Integrada Transpantaneira I para combater crime ambiental

Denúncias são de que pessoas que vão para região pescar e extrair mel tem causado queimadas no Pantanal

Governo de MT
Gefron atuando na Fronteira do Estado de Mato Grosso - Foto por: Chico Valdiner/GCom/MTGefron atuando na Fronteira do Estado de Mato Grosso - Foto por: Chico Valdiner/GCom/MT

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) desencadeia, nesta segunda-feira (17.08), a Operação Integrada Transpantaneira I. O objetivo é apoiar o enfrentamento qualificado aos crimes ambientais, em especial, incêndios florestais e queimadas irregulares, que é feito pelas unidades que compõem o Comitê Temporário Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman) na Operação Pantanal 2” .

De acordo com o coordenador geral do Ciman e diretor adjunto operacional do Corpo de Bombeiros, coronel Dércio Santos da Silva, proprietários rurais e a Secretaria Adjunta de Turismo denunciaram que há pessoas que tem ido a região pescar e fazem fogueira para acampamento ou que usam fumaça para extrair mel de abelhas, perdem o controle e o fogo se alastra pela região.

“Os proprietários se sentem ameaçados por essas pessoas e esse uso indiscriminado do fogo tem atrapalhado as ações da força-tarefa na Operação Pantanal 2. Esse apoio da Polícia Militar na região vai ajudar no trabalho de combate às queimadas na zona rural, aumentando essa fiscalização e evitar a entrada de quem não é morador da região”, explicou.

Por meio de barreiras volantes e ações de bloqueio, policiais militares do Batalhão Ambiental, Força Tática de Várzea Grande e do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) atuarão na região rural e faixa de fronteira ao longo da MT-060, Rodovia Transpantaneira, executando a fiscalização, o policiamento ostensivo, preventivo e repressivo, para controle dos índices criminais, sobretudo coibir crimes ambientais na região rural.

A operação integrada é uma política pública do governo do estado estabelecido no Plano de Ação para Combate ao Desmatamento Ilegal e Incêndios Florestais do Estado de Mato Grosso, e a existência de focos de incêndios ativo de grandes proporções na região do pantanal mato-grossense, que já atingiu três áreas de reservas indígenas, e queimou aproximadamente 185 mil hectares de área de vegetação.

A ação será dividida em três fases e deve seguir até setembro na rodovia MT-060, em Poconé. Além da PM, do Gefron e Corpo de Bombeiros Militar, também contará com integrantes das prefeituras municipais e demais parceiros dos órgãos de segurança que elaboraram o planejamento para o emprego integrado das forças de segurança.

Presos brigadistas

O Sistema Penitenciário também está colaborando no combate às queimadas urbanas em Poconé, após o treinamento de 10 presos como brigadistas para atuar no combate ao fogo na área urbana da cidade. Os recuperandos são todos voluntários e beneficiados com a remição da pena, ou seja, a cada três dias trabalhados, é um dia a menos na pena. Os presos são acompanhados pelos policiais penais e selecionados pela direção e por uma equipe psicossocial, conforme o perfil. Eles saem da unidade com tornozeleira eletrônica.

O trabalho dos recuperandos iniciou nesta sexta-feira (14.08).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 22 de Outubro de 2020
15:02
Saber não ocupa lugar
Quarta, 21 de Outubro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)