Cassilândia, Sexta-feira, 26 de Maio de 2017

Últimas Notícias

24/03/2015 18:31

Servidores do TJMS fazem "intervalo sincronizado" em protesto nesta quinta

Campo Grande News

Enquanto as negociações de reajuste no Judiciário Estadual não chegam a um desfecho, servidores de todas as comarcas de Mato Grosso do Sul prometem fazer um intervalo sincronizado nesta quinta-feira (26) em tom de protesto pelo não atendimento das reivindicações.

A ideia é que todos os trabalhadores façam o intervalo de 15 minutos os quais têm direito ao mesmo tempo, evitando, assim, prejuízos nos atendimentos. Em nota publicada no site do Sindjus/MS (Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul), o Conselho Geral orienta os funcionários a não extrapolarem o prazo para não receberem qualquer tipo de punição.

Conforme a entidade, o movimento está marcado de 15h às 15h30. Conforme alegação do sindicato, os funcionários têm uma das piores remunerações entre os tribunais do país. A assessoria de imprensa da instituição afirma que a categoria aguarda uma resposta dos dirigentes do órgão e não é descartada possibilidade de greve geral.

Outro lado – Em nota, o TJMS contradiz o Sindjus e afirma que os servidores tiveram reajuste de 20,31%, ou seja, acima da inflação, de 2012 a 2014. Além disso, em 2015 será pago um abono de R$ 200 previsto para ser incorporado ao salário a partir de 2016.

Com relação à política de valorização dos servidores, foram implantados vários benefícios, como auxílio alimentação (que segundo o TJMS passou de R$ 200 para R$ 700 desde que foi criado), adicional de qualificação, auxílio para educação infantil e até auxílio funeral.

Sobre o salário dos funcionários, a nota afirma que Mato Grosso do Sul está na media dos 10 tribunais de pequeno porte do país. Nenhum servidor ganha menos que R$ 2 mil por seis horas de trabalho, segundo garante o órgão, enquanto existem outros estados com vencimentos menores que R$ 1 mil.

Por fim, o TJMS afirma que está analisando o pedido do Sindjus, “levantando-se custos, e havendo possibilidade de serem novamente avaliados, quando da normalização da situação econômica do Estado e do país”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 26 de Maio de 2017
Quinta, 25 de Maio de 2017
13:00
Dicas de segurança
Quarta, 24 de Maio de 2017
14:40
Cassilândia
13:00
Dicas de segurança
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)