Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/03/2015 16:20

Servidores do MPF "comemoram" um mês de greve com bolo e refrigerante

Campo Grande News

Servidores do MPU (Ministério Público da União) fizeram uma manifestação simbólica na tarde desta segunda-feira (9) com bolo, refrigerante e salgadinhos para lembrar a data em que o movimento completa um mês. A categoria cobra aprovação de um projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados que concede reajuste de 56% referentes às correções inflacionárias que há nove anos não têm sido concedidas.

Os funcionários públicos querem pressionar o procurador-geral da república, Rodrigo Janot, a negociar com os parlamentares a inclusão do texto na pauta. “Em dezembro tinham dois projetos de lei, um com reajuste dos procuradores e outro dos demais servidores e só o primeiro passou”, relata Marcelo Christóvão, um dos integrantes do movimento.

Conforme os grevistas, a paralisação foi motivada pela diferença de tratamento e o surgimento do que eles chamam de estrutura de castas dentro do MPF, que compreende o MPU (Ministério Público da União), MPT (Ministério Público Militar) e MPM (Ministério Público Militar).

Dos 80 servidores do MPF em Campo Grande, 52 estão parados por conta do movimento. As PRMs (Procuradorias Gerais nos Municípios) de Dourados, Naviraí e Coxim, conforme as lideranças grevistas, estão totalmente paralisadas. A PRM de Três Lagoas chegou a participar, mas depois desistiu e os funcionários públicos retornaram às atividades.

Estão sendo feitos apenas atendimentos considerados essenciais e de urgência, como análise de prisões, pedidos de liminares, etc. Casos relacionados ao tráfico de drogas, demarcações indígenas, trabalho escravo, entre outros, estão prejudicados.

A manifestação deve durar até a votação do orçamento da União, previsto para ser colocado em pauta até quarta-feira. De acordo com lideranças grevistas, caso o objetivo não seja atendido, eles vão cobrar de Janot reivindicações que ele mesmo pode deliberar sem necessidade de passar pelos deputados, como a concessão dos 13% de aumento que todos os servidores federais ganharam em 2013, mas não contemplou quem trabalha no MPU, aumento no auxílio moradia, entre outras coisas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)