Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/07/2012 11:23

Servidores do Judiciário fazem greve para pedir aumento salarial

Paula Vitorino, Campo Grande News

Os servidores do judiciário eleitoral de Mato Grosso do Sul iniciaram greve para pedir aumento salarial. De acordo com o Sindjuse (Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União), cerca de metade das zonas eleitorais do Estado estão paralisadas.

Em Campo Grande, as seis zonas eleitorais continuam funcionando normalmente, mas a expectativa é de que a adesão dos servidores aconteça até o fim da semana. No Interior, são 22 zonas paralisadas.

O movimento acontece na semana de registro das candidaturas das eleições, o que deve causar transtornos para o processo, que tem prazo para ser feito até a quinta-feira (5).

“Deve inviabilizar o registro, mas é o único meio que temos para sensibilizar as autoridades”, diz o coordenador estadual do Sindjuse, Antônio Cesar Amaral Medina.

Segundo ele, o movimento de paralisação é nacional e tem o objetivo de pressionar o governo federal para aprovação de projeto de lei que equipara o salário dos servidores do judiciário ao do executivo.

Antônio afirma que a categoria não recebe aumento há 6 anos, o que agora equivale a reajuste de cerca de 30%. O salário inicial para técnicos é de cerca de R$ 3 mil e para analista judiciário é de R$ 6 mil.

Hoje um grupo de servidores viaja para Brasília e nos dias 4 e 5 está previsto mobilização em frente ao prédio do Tribunal de Justiça de Campo Grande. São cerca de 800 servidores sindicalizados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)