Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/04/2013 17:15

Servidor municipal disse que prefeito recebeu denúncia e não abriu sindicância

Bruna Girotto

O Junior da Saúde foi ao programa Rotativa no Ar desta segunda-feira e disse estar sendo injustiçado. 

"Eu pedi o afastamento da prefeitura por 2 anos, para poder dar tempo de correr atrás e resolver a situação. Eu fui injustiçado, porque me imputaram um crime contra um idoso", contou.

Junior disse que a Secretária de Saúde, Débora , chamou-o e disse que uma senhora tinha uma denúncia contra ele. "O prefeito mandou te afastar porque você machucou um paciente da hemodiálise", Junior contou o que a Secretária teria lhe dito. "Eu disse 'Débora, eu tenho consciência que isso não aconteceu, mas vou verificar'", afirmou.

O servidor disse que o prefeito Carlos Augusto da Silva teria recebido uma denúncia da filha da suposta vítima, que teria lhe acusado de ter machucado a perna dele, arrastado e o jogado no ônibus.

"O prefeito disse pra mim no gabinete, com vereadores presentes: 'Eu sou responsável pelos seus atos? Então o que você queria que eu fizesse diante de uma situação dessa? Uma família denunciando e um paciente em fase terminal de câncer e problema renal?' Eu falei: 'Eu queria só uma coisa do senhor, que o senhor averiguasse", relatou.

Junior disse que queria que fosse aberta uma sindicância contra ele. "O estatuto do município diz que é obrigatório abrir a sindicância, a Prefeitura não abriu, a Secretaria de Saúde não abriu. Está indo para 60 dias", relatou.

Ele entrou com uma ação contra a pessoa que lhe denunciou. "E posteriormente, provando minha inocência, vou entrar contra a prefeitura também. Pois a prefeitura passou por cima do estatuto totalmente. Deveria ter averiguado antes de transferir um funcionário de 17 anos de serviço. A minha folha é 514, eu não tenho uma falta, um atestado e nem advertência", contou.

"Minha intenção sempre foi melhor aos pacientes. Quero agradecer oas pacientes que vieram me dar força, que quiseram fazer abaixo-assinado, eu pedi para não fazerem. Só volto para Saúde se apurarem isso. Estou pronto para responder onde quiserem, não tenho essa dor na consciência. E que o prefeito também responda pelos atos, assim como eu", finalizou.

Não acredito que ele tenha feito isso, pois sou sobrinha dele e suspeita ate de falar, mas meu tio nunca teria coragem de fazer isso com pessoa nenhuma muito menos com um paciente.ele é muito amoroso com todos ,acho que o senhor Carlos Augusto deveria primeiro ver ser realmente aconteceu isso para depois fazer o que ele fez, pois meu tio se dedica o máximo a saúde e aos pacientes que ele leva para os tratamentos.
Deus é justo e ele saberá quem é o certo.
 
Joyce Magalhães em 23/04/2013 14:21:35
Acho que foi um mal entendido muito grande, mais o prefeito nao precisava tomar certas providencias que o mesmo tomou, é dever dele apurar o caso primeiro para depois tomar atitudes, atitude a dele que prejudicou muito o acusado.
 
Vinicius Oliveira em 23/04/2013 11:40:22
Conheço o Junior a muitos anos, sempre foi uma pessoa integra, honesta e sempre tratou muito bem a todos.
Minha finada esposa em suas idas à cidade de Barretos, quando doente, sempre foi bem tratada por esse funcionário público.
Com certeza deve haver algum mal entendido e isso deve ser melhor apurado!!!
 
Jarbas Ellero Cassino em 23/04/2013 07:16:31
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)