Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/05/2007 19:20

Serigrafista que matou irmão é absolvido

TJ/GO

O serigrafista Jefferson Andrade Felipe, de 25 anos, acusado de matar o irmão Jackson Felipe de Andrade, 19, com dois golpes de faca, foi absolvido ontem (17) pelo 2º Tribunal do Júri de Goiânia, presidido pela juíza Zilmene Gomide da Silva Manzolli. O crime foi cometido na noite de 20 de agosto de 1999, na residência da família, localizada no Setor Urias Magalhães. Na sessão, o corpo de jurados entendeu que o serigrafista agiu em legítima defesa própria, conforme sustentou o advogado Édison de Britto Rangel, ao fazer a sustentação oral.

Consta da denúncia que, por volta das 19 horas da noite do crime, Jackson chegou em casa com uma caixa de cerveja, deixando-a na parte de cima do portão e saído logo depois. José Felipe de Andrade, 47, pai dos rapazes, pôs a caixa na geladeira, porém, pegou duas latas. Quando soube do que havia se passado, Jackson discutiu com o pai e em seguida da residência. Ao se deparar com o réu, escorado no portão, a vítima deu-lhe um tapa e este, por sua vez, revidou, com um murro. Enquanto se preparava para atacar Jefferson, com um caco de garrafa, Jackson foi ferido pelo irmão, que escondia uma faca de cozinha. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu às lesões e morreu antes de chegar ao hospital.

Ouvido em juízo, Jefferson confirmou a autoria e disse que seu relacionamento com o irmão era sempre complicado, pois brigavam desde criança, sendo Jackson o "mais provocador". Segundo o réu, naquela noite estava no banho quando ouviu a discussão, e pediu a vítima que respeitasse o pai. Temendo que a briga se agravasse, sua mãe escondeu as facas no quarto do casal, contou. O serigrafista informou que só colocou a faca no bolso porque, quando ia para a igreja, ouviu Jackson falar que iria chamar a polícia para prender o pai. Com receio do que pudesse ocorrer, ficou no portão à espera da viatura, para explicar aos oficiais o que de fato tinha se passado.

Jefferson contou ainda que, ao sair, Jackson o empurrou, dizendo para não entrar em sua briga com o pai. Em seguida, a vítima "partiu para cima" dele com o vidro, instante em que desferiu os golpes. O réu falou também que se arrepende do que fez e que preferia que tivesse ocorrido o oposto. (Sheila Cavalcante)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)