Cassilândia, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

Últimas Notícias

18/09/2007 10:17

Senadores já se preparam para a batalha da CPMF

Agência Senado

"Prorrogar a CPMF no Senado não vai ser fácil. Vai ser uma guerra." Esta frase do senador Delcídio Amaral (PT-MS), dita em entrevista à imprensa na quinta-feira (13), resume o clima no Senado à espera da proposta de emenda à Constituição (PEC 50/07) que prorroga até 2011 a cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

A proposta ainda se encontra em votação na Câmara e, no Senado, o maior partido de oposição - DEM - já anunciou que fechará questão contra a aprovação da CPMF. O PSDB, segundo maior partido oposicionista, também não mostra boa vontade com a prorrogação.Os dois partidos têm 30 senadores e, se forem acompanhados por mais três parlamentares, são capazes de impedir a votação de uma proposta de emenda à Constituição, a qual precisa do voto favorável de 49 dos 81 senadores para ser aprovada. Pelo menos cinco senadores de outros partidos já anunciaram a intenção de votar contra a renovação da contribuição.

- A CPMF é um péssimo tributo. Ele desestimula o crédito, eleva os custos e afeta negativamente toda a cadeia produtiva. Além disso, manter a CPMF é autorizar o governo Lula a continuar aumentando seus gastos, sem nenhum controle - afirmou em discurso da tribuna o peemedebista Jarbas Vasconcelos (PE).

A líder do PT no Senado, Ideli Salvati (SC), rebateu os oposicionistas:

- A CPMF financia os gastos com a saúde e o programa Bolsa-Família. Sem ela, os gastos sociais correm riscos. Ao invés de reduzir ou extinguir a CPMF, o governo prefere reduzir impostos de setores produtivos que precisam de incentivos - disse a senadora.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o relator da PEC na Câmara, deputado Antonio Palocci (PT-SP), já estiveram no Senado discutindo com os líderes da base do governo como encaminhar as negociações. Nos últimos dias, foi descartada a idéia de alguns líderes sobre possíveis alterações no conteúdo da proposta, para arregimentar votos, inclusive entre oposicionistas. O líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR), chegou a admitir um "abrandamento" da contribuição "no futuro". Agora, o governo insistirá na prorrogação por mais quatro anos, com a atual alíquota de 0,38%. Como compensação, negociará a redução de outros impostos de áreas estratégicas.

Quando chegar ao Senado, provavelmente apenas no próximo mês, a PEC da CPMF terá de ser examinada pelas Comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A base do governo tem maioria nas duas, mas a CCJ é presidida pelo oposicionista Marco Maciel (DEM-PE), que pode indicar outro oposicionista para relatar a matéria, ou seja, uma pedra a mais no caminho da proposta.

Na madrugada da última sexta-feira (14), a matéria foi aprovada pela Comissão Especial da Câmara, sem qualquer mudança significativa. Na Câmara, o governo tem maioria tranqüila, o que pode permitir sem maiores problemas a aprovação da PEC pelo Plenário.

Sempre defendida por quem está no poder, mas odiada por empresários

Eli Teixeira / Agência Senado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 16 de Outubro de 2018
Segunda, 15 de Outubro de 2018
11:00
Mundo Fitness
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)