Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/08/2011 20:20

Senadores do PR ameaçam deixar a base aliada do governo

Mariana Jungmann, Agência Brasil

Brasília - A criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar denúncias de corrupção no Ministério dos Transportes pode não ser o único golpe que o governo sofrerá no Senado. O PR se reunirá no início da próxima semana para decidir se continuará apoiando a presidenta Dilma Rousseff na Casa.

Para o senador Blairo Maggi (PR-MT), a tendência é que o partido assuma uma postura mais independente. “Acabei de acertar com o líder [do partido] uma reunião para a semana que vem. A gente não tem nada no governo, por que vai carregar [o governo]?”, perguntou o senador, que chegou a ser convidado pela presidenta para assumir o ministério, depois da saída de Alfredo Nascimento (PR-AM).

O líder, Magno Malta (PR-ES), é favorável a deixar a base. “Vamos sair desse bloco [de apoio ao governo], vamos fazer apoio crítico ao governo. O que é bom é bom, o que é ruim é ruim. Porque eu não quero ser levado para a vala comum de bandido não”.

A mesma postura foi adotada pelo senador Vicentinho Alves (PR-TO), que sugeriu que os membros do partido que têm cargos no governo abdiquem. “Vamos caminhar com nossas próprias pernas. E que quem tiver cargos, que entregue. Não podemos ficar a reboque”.

Para a oposição, a saída do partido que tem seis senadores titulares e três suplentes pode favorecer ainda mais a criação da CPI. “Se o PR sair da base do governo pode ser uma grande contribuição na apuração da verdade”, afirmou o líder do DEM, Demóstenes Torres (DEM-GO).

Os oposicionistas conseguiram as 27 assinaturas necessárias para protocolar o pedido de criação da CPI. O trâmite, contudo, ainda não está concluído. A Mesa Diretora irá checar as assinaturas e deverá ler o documento para a investigação em plenário só amanhã. A partir daí, os senadores que assinaram o requerimento terão até a meia-noite para voltar atrás e retirar seu apoio, o que pode derrubar a instalação da comissão de inquérito.





Edição: Rivadavia Severo

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)