Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/10/2007 18:07

Senadores de MS estão preocupados com excesso de etanol

Agência Senado

Os senadores Marisa Serrano (PSDB) e Valter Pereira (PMDB), ambos de Mato Grosso do Sul, manifestaram preocupação com um eventual excesso na oferta de etanol, devido à expansão da produção alcooleira em seu estado. Eles participaram, nesta quinta-feira (18), de uma audiência pública realizada pela Subcomissão Permanente dos Biocombustíveis para discutir o mercado de etanol.

Marisa Serrano ressaltou que "o etanol assumiu uma importância muito grande no desenvolvimento de Mato Grosso do Sul; há uma corrida no estado para a produção de cana-de-açúcar". Tanto ela quando Valter Pereira, no entanto, apontaram o risco de que a oferta se torne maior que a demanda.

- Podemos ter a segurança de que nossa produção será comercializada? - perguntou a senadora.

Valter Pereira afirmou que o mercado nacional de etanol é promissor, mas não é capaz de se expandir indefinidamente. Para ele, porém, o maior risco está nas exportações.

- Chegará um momento em que pode haver risco, caso não haja um crescimento do mercado internacional que seja compatível com esse boom que estamos experimentando na produção brasileira - argumentou o senador.

Exportações

Ao responder a Valter Pereira sobre o potencial da demanda internacional, o presidente da Comissão de Energia e Meio Ambiente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Henry Joseph Júnior, disse que o mercado externo "certamente crescerá, mas infelizmente não podemos dizer a que volume".

O representante da Anfavea lembrou que os Estados Unidos são o maior consumidor mundial de etanol e destacou o potencial consumidor da Europa - onde vários países vêm exigindo o uso de combustíveis renováveis - e também da Ásia e de outros países latino-americanos.

Henry Joseph observou ainda que os países signatários do Protocolo de Kyoto representam uma importante oportunidade de mercado, pois neles é possível introduzir o etanol na matriz energética, por meio da mistura desse álcool com a gasolina. O Protocolo de Kyoto é um acordo internacional que visa à redução das emissões de gases que aumentam o efeito estufa, como é o caso do dióxido de carbono proveniente da gasolina e do óleo diesel.

Ricardo Koiti Koshimizu / Agência Senado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)