Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

28/06/2006 06:56

Senadora defende licença-maternidade de seis meses

Agência Senado

Em discurso no Plenário nesta terça-feira (27), a senadora Patrícia Saboya (PSB-CE) afirmou que a ampliação, para seis meses, da licença-maternidade a todas as trabalhadoras da iniciativa privada, prevista em projeto de lei de sua autoria (PLS 281/05), já foi implantada por lei municipal para as funcionárias de dez prefeituras do Ceará e de três no Espírito Santo. A senadora informou ainda que o Amapá e o Maranhão já aprovaram leis para oferecer o benefício para as funcionárias públicas estaduais.

Projetos com o esse objetivo tramitam também nas Câmaras de Vereadores de Cuiabá (MT), Londrina (PR), Macapá (AP), Belém (PA) e Vila Velha (ES), informou a senadora.

- Temos, portanto, motivos de sobra para comemorar e seguir adiante nessa luta. Felizmente, o nosso exército em prol do bem-estar das mamães e de seus bebês só tem aumentado - declarou Patrícia Saboya.

A proposta da senadora cria o Programa Empresa Cidadã, que permite às empresas a dedução integral do imposto de renda do valor da remuneração paga à empregada nos 60 dias de prorrogação da licença-maternidade. O relator do projeto é o senador Paulo Paim (PT-RS).

Em aparte, o presidente Renan Calheiros manifestou apoio ao projeto de Patrícia Saboya. A senadora Heloisa Helena (PSOL-AL) e os senadores Paulo Paim e Romeu Tuma (PFL-SP) também elogiaram a proposição da representante cearense.

- Estou cada vez mais convencida de que é investindo nas crianças desde cedo que vamos conseguir mudar o rumo da nossa história, colocando o Brasil na rota de um modelo de desenvolvimento mais equilibrado, que efetivamente leve em conta o nosso extraordinário capital humano - argumentou Patrícia Saboya.

Especialistas

Segundo a senadora, os especialistas são unânimes em afirmar que o forte vínculo afetivo entre a criança e a mãe durante a primeira infância é uma poderosa ferramenta na prevenção da violência. Patrícia Saboya ressaltou ainda que diversas pesquisas científicas vêm apontando para uma clara relação entre a falta de carinho, amor e atenção na primeira infância e o aparecimento de comportamentos violentos na fase adulta.

- Os estudiosos têm defendido, com veemência, que precisamos incentivar, no Brasil, a cultura do afeto e do apego. Dar oportunidades para que cada criança brasileira possa conviver em um ambiente familiar tranqüilo, seguro e afetuoso pode, efetivamente, nos ajudar na terrível luta contra o crime organizado, o tráfico de drogas, a exploração sexual e a violência de modo geral - argumentou Patrícia Saboya.

Geraldo Sobreira / Repórter da Agência Senado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Fevereiro de 2017
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
13:30
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)