Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

09/07/2009 14:01

Senado vai alterar reforma eleitoral, garante Delcídio

Ângela Kempfer, Campo Grande News

O senador Delcídio do Amaral (PT) demonstrou ser um dos mais indignados depois do veto à propaganda paga na internet, aprovado ontem como parte da reforma eleitoral votada na Câmara Federal.

Para Delcídio, o texto será modificado ao chegar ao Senado que já indica ser contrário à proibição da campanha em sites de notícias. “Isso é um completo absurdo, sem qualquer lógica”.

Na avaliação dele, não há argumentos que justifiquem a distinção entre a internet e jornais impressos ou televisão. “O que existe sim são vantagens para a internet. A propaganda é mais barata, mais dinâmica, em tempo real, não tem freio. Não tem sentido nenhum proibir”.

Delcídio lembra que as TVs, rádios e jornais impressos não abrem espaço para propaganda política eleitoral “gratuita”, são remuneradas com incentivos fiscais, como forma de compensação. O mesmo não ocorre com os sites, que pagam integralmente impostos, sem qualquer incentivo.

“Ninguém faz campanha de graça, isso é balela”, critica. “Não é justo que as emissoras e jornais ganhem com as eleições e os sites não, é loucura isso”, contesta.

O projeto proíbe a veiculação de qualquer tipo de propaganda paga na internet, com penalidade de aplicação de multas de igual valor. Para evitar a formação de um mercado de cadastros de endereços eletrônicos, fica proibida a venda desse tipo de banco de dados.

Recentemente, o senador adotou o Twiter como forma de se comunicar com os eleitores via internet, apesar dos bons resultados terem surpreendido, ele diz que nem esses sites gratuitos de relacionamento vão substituir os jornais on line.

“É uma mídia já consolidada, dá outro tipo de resposta, tem outra credibilidade e um público mais diversificado. Quem não investe na internet está morto”, completa.

O texto aprovado ontem proíbe propaganda paga, mas libera uso indiscriminado de blogs e páginas em sites de relacionamento.

Pela proposta, após o dia 5 de julho do ano das eleições os candidatos poderão pedir votos por meio das páginas eletrônicas de partidos ou coligações, desde que o endereço seja comunicado à Justiça Eleitoral e hospedado, direta ou indiretamente, em provedor estabelecido no Brasil

A proposta restringe propaganda paga na internet, apesar de haver decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), nas últimas eleições, que equipara direitos de sites aos das emissoras de TV, rádio e jornais impressos.

Nas eleições municipais passadas, os sites forma autorizados a comercializar espaço aos candidatos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)