Cassilândia, Sexta-feira, 14 de Agosto de 2020

Últimas Notícias

25/06/2020 18:00

Semeadura direta é ferramenta eficaz para a restauração ecológica em SP

Prática tem sido utilizada em vários países para preservação ambiental em ecossistemas nos mais diversos tipos de propriedade

Governo de São Paulo
Semeadura direta é ferramenta eficaz para a restauração ecológica em SP

O Governo de São Paulo está no caminho de implementar o Programa de Regularização Ambiental (PRA), previsto na Lei Federal n° 12.651/2012, que permitirá regularizar os passivos relacionados à adequação ambiental das propriedades rurais. Os produtores poderão optar pela técnica com melhor relação custo-benefício para atingir e manter os indicadores de restauração previstos na legislação, entre as quais se destaca a semeadura direta por meio da “muvuca de sementes”.

Com resultados interessantes do ponto de vista de custo-efetividade, a semeadura direta tem sido utilizada em vários países com a finalidade de promover a restauração ambiental de ecossistemas nos mais diversos tipos de propriedade. Essa escolha, no entanto, dependerá das condições da vegetação já existente, do total da área a restaurar, das condições ambientais no entorno da propriedade, do orçamento disponível, entre outros fatores.

Como o próprio termo “muvuca” sugere, trata-se de uma mistura de sementes que, no caso da restauração, se refere a espécies nativas, representativas do bioma do qual são originárias, e diferentes para cada região. Para que nasçam dentro de uma sucessão ecológica (pioneiras, secundárias iniciais e primárias, por exemplo), elas são misturadas com um material amorfo (serragem, areia) que irá permitir que sejam espalhadas de maneira a terem um desenvolvimento estratificado.

“Existem cerca de 300 mil imóveis rurais que passarão por procedimentos de adequação ambiental no Estado de São Paulo, os quais poderão incluir a restauração ambiental, compensação e consolidação de uso, distribuídos entre os biomas Mata Atlântica e Cerrado”, explica Carolina Matos, diretora-técnica do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado.

A gestora explica que as áreas a restaurar compõem Áreas de Preservação Permanente (APPs) e Reservas Legais que, uma vez restauradas, contribuirão para a melhoria da qualidade ambiental e para a ampliação dos serviços ecossistêmicos, como a produção de água, por exemplo, prestados pelas propriedades rurais. “Toda essa restauração certamente contribuirá com uma significativa melhoria na qualidade ambiental no estado”, afirma a diretora.

Orientação

A técnica da semeadura direta por meio de “muvuca” de sementes está sendo apresentada por meio de uma série de vídeos semanais no CanaTube, na plataforma YouTube, uma colaboração entre a Organização de Associações de Produtores de Cana do Brasil (Orplana), Agroicone/Iniciativa Caminhos da Semente e Solidaridad, visando a apresentar o método e abordar as principais dúvidas quanto à sua implementação (preparo da área, plantio, manutenção, custos, sementes, entre outros assuntos relevantes para o tema). A série de vídeos pode ser acessada pela internet.

A restauração por meio da semeadura direta com muvuca de sementes é apoiada pelo Protocolo Agroambiental Etanol Mais Verde, iniciativa que promove, há 13 anos, o desenvolvimento sustentável do setor sucroenergético paulista e que atualmente é coordenada pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, com a participação da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) e da Orplana.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 14 de Agosto de 2020
Quinta, 13 de Agosto de 2020
10:00
Receita do Dia
Quarta, 12 de Agosto de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)