Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/05/2006 13:50

Sem-terra e ruralistas fecham estrada em MS

Inara Silva e Aline Queiroz/Campo Grande News

Mesmo com propósitos diferentes, produtores rurais e trabalhadores rurais sem-terra adotam a mesma estratégia para sensibilizar o governo federal quanto às ações públicas voltadas para o campo: os dois grupos decidiram bloquear estradas em Mato Grosso do Sul. Nesta terça-feira, três trechos de rodovias estão interditados pelos manifestantes. A BR-163, em São Gabriel do Oeste, está fechada pelos ruralistas, enquanto a BR-262, em Campo Grande, e a BR-267, em Nova Andradina, estão bloqueadas pelos sem-terra.
Os fazendeiros retêm veículos de carga, mas permitem a passagem dos demais em horário comercial. Já os sem-terra retêm todos e liberam por 20 minutos a passagem a cada duas horas. Os produtores querem redução da carga tributária e revisão da política cambial. Enquanto os sem-terra têm como prioridade a reforma agrária.
A pauta de reivindicações está estampada em faixas dispostas às margens das rodovias. Os produtores rurais utilizam máquinas agrícolas para interromper a passagem e os acampados usam pneus, troncos de árvores e até uma carroça.
Membro da coordenação estadual do MST, Jonas Carlos Conceição, disse em entrevista ao Campo Grande News, “ou a reforma agrária, ou paramos o Brasil”. E a paradeira é o que se vê na estrada. Em Campo Grande, conforme a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o protesto chega a formar congestionamento de 5 quilômetros.
O motorista Jaime Antônio Pereira disse que nos últimos 15 dias têm sofrido com os protestos. As viagens dele têm atrasado cerca de três dias em função dos bloqueios. Pereira mora em Araputanga (MT) e está parado em Campo Grande com seu caminhão carregado de frango. Ele deve levar a mercadoria até Sao Paulo e deveria chegar a Vilhena na próxima sexta-feira. Para ele, o atraso representa prejuízo financeiro. “Se a carga estragar, eu terei que arcar com o prejuízo”, lamenta.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)