Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

16/11/2005 16:45

Sem segurança, técnicos da Iagro confinados em quartel

Marina Miranda/Campo Grande News


Pelo menos 25 funcionários da Iagro (Agência Sanitária de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) de Japorã e Mundo Novo estão confinados no Comando da Polícia Militar de Mundo Novo, desde às 8h30 de hoje, logo depois do início da manifestação dos produtores na região de Japorã. O grupo anuncia que pode deixar a cidade ainda hoje caso não haja garantia de segurança.

“A própria polícia recomendou que a gente viesse para o Batalhão para segurança dos funcionários e do patrimônio do Estado”, informa o médico veterinário Antônio Eder de Stefano, coordenador da operação da Iagro em Japorã. “Desde ontem a gente sabia que ia começar a manifestação e começamos a retirar as viaturas, mas as barreiras sanitárias foram destruídas esta manhã”, afirma, complementando que por conta do manifesto a fiscalização está suspensa de Mundo Novo a Japorã, bem como o abate do gado. Viaturas e equipamentos também estão sob a guarda da polícia. Dois carros foram tombados e equipamentos foram levados, incluindo cones, placas de sinalização e bombas de pulverização para desinfecção de veículos, segundo relata o veterinário.

Em princípio, ninguém ficou ferido, o único incidente foi relacionado a um agente da defesa civil que teria passado mal. “Se não tiver garantia de vida o pessoal está disposto a ir embora”, reforça Stefano. “Enquanto estamos paralisados sem ter ação a tomar, o vírus da febre aftosa vai caminhando”. Servidores da Iagro de Eldorado também estariam ‘sitiados’ no Batalhão do município.

Protesto - Cerca de 500 pessoas teriam seqüestrado um ônibus na área rural e seguido para a sede da Iagro. No local, havia cerca de 10 veículos, dos quais dois foram tombados, um Corsa e uma Toyota. Os outros foram retirados.

O protesto foi definido ontem após reunião na Câmara de Vereadores de Japorã, onde os produtores teriam sido avisados de que a indenização de bovinos sacrificados seria de R$ 800,00 por boi e R$ 400,00 por vaca. Muitos alegam que vão ficar no prejuízo já que o valor não cobriria o dinheiro gasto com o animal.

Duas rodovias estão trancadas, a BR-163, que dá acesso ao Paraná através de Mundo Novo, e a MS-487, que liga Itaquiraí ao território paranaense. A travessia Guaíra salto Del Guairá, feita por balsa, estaria liberada. O diretor presidente da Iagro, João Cavallero, informou que não está a par dos acontecimentos. “Sabemos que há uma insatisfação dos produtores com relação à indenização e é sobre isso que estamos discutindo em reunião”, ressaltou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)