Cassilândia, Domingo, 25 de Junho de 2017

Últimas Notícias

30/05/2006 07:49

Seleção Brasileira enfrenta Combinado de Lucerna hoje

CBFNews

A Seleção Brasileira fará nesta terça-feira contra o Combinado de Lucerna, às 15h30(Brasilia), no St. Jakob Stadium, o 14.o amistoso contra combinados estrangeiros.

O primeiro desses amistosos aconteceu em 1923, no dia 28 de novembro. O Brasil goleou o Combinado de Durazno, no Uruguai, por 9 a 0.

Na prepararação para a Copa de 1970, no México, a Seleção fez três amistosos contra combinados. Venceu os três: 3 a 0 no Combinado de Guadalajara, com gols de Rivellino, Pelé e Clodoaldo; 5 a 2 no Combinado de León, com dois gols de Pelé, Rivellino, Tostão e Marco Antônio; e 3 a 0 no Combinado de Irapuato, gols de Paulo César Lima, Roberto Miranda e Rivellino.

Na preparação para a Copa de 1974, a Seleção Brasileira venceu o Combinado de Ludwigshafen por 3 a 2, com dois gols de Rivellino e Valdomiro.

Na preparação para a Copa do Mundo de 1990, a Seleção perdeu para o Combinado da Umbria por 1 a 0, no dia 28 de maio de 1990.

Foram 13 jogos, com 10 vitórias e três derrotas. As outras duas aconteceram para Combinados do Resto do Mundo: no dia 27 de março de 1989 por 2 a 1, em Udine, na Itália; e no dia 31 de outubro de 1990, em Milão, também por 2 a 1.


Veja a ficha completa dos 13 jogos

BRASIL 9 x 0 COMBINADO DE DURAZNO (URU)
Data: 28 de novembro de 1923.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio de Durazno, em Durazno (Uruguai).
Público: não divulgado.
Árbitro: Julian Bertola (Uruguai).
Gols: Zezé 10’, 25’, 67’ e 69’, Nilo 32’ e 87’, Coelho 55’ e Amaro 82’.
BRASIL: Nélson (Vasco-RJ), Pennaforte (Flamengo-RJ) e Alemão (Botafogo-RJ); Mica (Botafogo-RJ), Nesi (São Cristóvão-RJ) e Soda (Americano-RJ); Paschoal (Vasco-RJ), Zezé (Fluminense-RJ), Nilo (SC Brasil-RJ), Coelho (Fluminense-RJ) e Amaro (Goytacaz-RJ). Técnico: Chico Netto.
COMBINADO: S. Alvarez; Pablo Irigoin e B. Barcelo; G. Gamboa, Carlos Casavalle e Pablo Spagnol; I. Mateos, Henrique Penas, Raúl Fernández, O. Ojeda e Leonardi Soane. Técnico: não disponível.



BRASIL 4 x 2 COMBINADO BELENENSES / BENFICA (POR)
Data: 12 de julho de 1934.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio das Amoreiras, em Lisboa (Portugal).
Público: não divulgado.
Árbitro: Ilídio Nogueira (Portugal).
Gols: Waldemar de Brito 18’ e 60’, Patesko 37’ e 41’, Xavier 24’ e 64’
BRASIL: Pedrosa (Botafogo-RJ) depois Germano (Botafogo-RJ), Sylvio Hoffman (C.B.D.) e Luiz Luz (C.B.D.); Ariel (Botafogo-RJ), Martim (Botafogo-RJ) e Canalli (Botafogo-RJ); Luisinho (C.B.D.), Waldemar de Brito (C.B.D.), Carvalho Leite (Botafogo-RJ), Armandinho (C.B.D.) e Patesko (C.B.D.). Técnico: Luiz Augusto Vinhais.
COMBINADO: Martins Reis; Ralph Bailão e José Simões; Francisco Albino, Raul Figueiredo Silva e Rodrigues Alves; Luís Xavier, Vitor Silva, Rogério de Souza e José Luís Moreira. Técnico: Alfredo Valadas.



BRASIL 4 x 1 COMBINADO COLOMBIANO (COL)
Data: 2 de maio de 1954.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (Brasil).
Público: não divulgado.
Árbitro: Mário Vianna (Brasil).
Gols: Rodrigues 20' e 60', Indio 82' e 85' e Fernandez 89'.
BRASIL: Castilho (Fluminense-RJ), Djalma Santos (Portuguesa de Desportos-SP) e Mauro (São Paulo-SP); Eli (Vasco-RJ) depois Brandãozinho (Portuguesa de Desportos-S), Bauer (São Paulo-SP) e Nílton Santos (Botafogo-RJ); Julinho (Portuguesa de Desportos-SP), Humberto (Palmeiras-SP) depois Pinga (Vasco-RJ) depois Rubens (Flamengo-RJ), Baltazar (Corinthians-SP) depois Indio (Flamengo-RJ), Didi (Fluminense-RJ) e Rodrigues (Palmeiras-SP) depois Maurinho (São Paulo-SP). Técnico: Zezé Moreira.
COMBINADO: Julio Cozzi; Tochero Roberto Martinez e Francisco Zuluaga; Ismael Soria, Nestor Rossi e Raul Píni (Antonio Bernarscondi); Oscar Contreras, Ramón Villaverde (Alejandro Genes), Adolfo Pedernera, Francisco Solano Patiño (Mario Fernández) e Carlos Nataver. Técnico: não disponível.



BRASIL 2 x 0 COMBINADO COLOMBIANO (COL)
Data: 9 de maio de 1954.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio Municipal do Maracanã, no Rio de Janeiro (Brasil).
Público: não divulgado.
Árbitro: Mário Vianna (Brasil).
Gols: Dequinha 14’ e Baltazar 32’.
BRASIL: Veludo (Fluminense-RJ) depois Cabeção (Corinthians-SP), Gérson (Botafogo-RJ) e Nílton Santos (Botafogo-RJ); Djalma Santos (Portuguesa de Desportos-SP), Brandãozinho (Portuguesa de Desportos-SP) depois Salvador (Internacional-RS) e Dequinha (Flamengo-RJ); Julinho (Portuguesa de Desportos-SP), Didi (Fluminense-RJ), Indio (Flamengo-RJ), Pinga (Vasco-RJ) depois Baltazar (Corinthians-SP) e Rodrigues (Palmeiras-SP) depois Maurinho (São Paulo-SP). Técnico: Zezé Moreira.
COMBINADO: Gabriel Ochoa, Raul Pini e Antonio Bernascondi; Ismael Soria, Nestor Rossi e Tochero Roberto Martinez; Oscar Contreras, Ramón Villaverde, Alejandro Genes, Adolfo Pedernera, Francisco Solano Patiño (Mario Fernández) e Carlos Nataver. Técnico: não disponível.



BRASIL 3 x 0 COMBINADO DE GUADALAJARA (MÉX)
Data: 6 de maio de 1970.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio Jalisco, em Guadalajara (México).
Público: 48.000 pagantes.
Árbitro: Arturo Yamasaki (Peru).
Gols: Rivellino 40’, Pelé 41’, Clodoaldo 43’.
BRASIL: Ado (Corinthians-SP), Carlos Alberto Torres (Santos-SP), Brito (Flamengo-RJ), Wilson Piazza (Cruzeiro-MG) depois Joel Camargo (Santos-SP) 66’ e Marco Antônio (Fluminense-RJ); Clodoaldo (Santos-SP), Gérson (São Paulo-SP) e Rivellino (Corinthians-SP); Rogério (Botafogo-RJ) depois Jairzinho (Botafogo-RJ) 45’, Tostão (Cruzeiro-MG) depois Dario (Atlético-MG) 66’ e Pelé (Santos-SP). Técnico: Mário Jorge Lobo Zagallo.
COMBINADO: Gilberto “Coco” Rodriguez, Arturo Chaires, Humberto Medina, Raul Monroy e José “Jamaicon” Villegas; Sabas Ponce e Pedro Herrada (Willy Gomez); Sergio Anaya, Carlos Calderon (Luis Estrada), Dumbo Rodriguez e Salvador Espinosa (Pepe Delgado). Técnico: Antonio Carbajal.



BRASIL 5 x 2 COMBINADO DE LEÓN (MÉX)
Data: 17 de maio de 1970.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio do León, em León (México).
Público: 45.000 pagantes.
Árbitro: Afonso Gonzalez Archundia (México).
Gols: Pelé 25’ e 37’, Rivellino 53’, Estrada 58’, Tostão 59’, Marco Antonio (c) 67’, Paulo César Lima 84’.
BRASIL: Félix (Fluminense-RJ), Carlos Alberto Torres (Santos-SP) depois Zé Maria (Portuguesa de Desportos-SP) aos 78’, Brito (Flamengo-RJ), Wilson Piazza (Cruzeiro-MG) e Marco Antônio (Fluminense-RJ); Clodoaldo (Santos-SP) depois Paulo César Lima (Botafogo-RJ) aos 45’, Gérson (São Paulo-SP) e Rivellino (Corinthians-SP); Jairzinho (Botafogo-RJ), Tostão (Cruzeiro-MG) e Pelé (Santos-SP) depois Dario (Atlético-MG) aos 78’. Técnico: Mário Jorge Lobo Zagallo.
LEÓN: Gilberto “Coco” Rodriguez, José Garcia, Ephraín Loza, Rui Loza e Roberto Lopez; Sabas Ponce e Pachuco Lopez (Arturo Ayala Vasquez) aos 75’; Gabriel Mata (José Valdes) aos 75’, Salvador Enrique e Luis Estrada. Técnico: Antonio Carbajal

Obs.: A seleção brasileira atuou com 10 jogadores a partir dos 82’ em virtude da contusão de Gérson.



BRASIL 3 x 0 COMBINADO DE IRAPUATO (MÉX)
Data: 24 de maio de 1970.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio de Irapuato, em Irapuato (México).
Público: 28.000 pagantes.
Árbitro: Javier Galindo (México).
Gols: Paulo César Lima 57’, Roberto Miranda 83’ e Rivellino aos 89’.
BRASIL: Ado (Corinthians-SP) depois Leão (Palmeiras-SP) aos 65’; Carlos Alberto Torres (Santos-SP) depois Zé Maria (Portuguesa de Desportos-SP) aos 65’, Brito (Flamengo-RJ) depois Baldochi (Palmeiras-SP) aos 65’, Wilson Piazza (Cruzeiro-MG) depois Fontana (Cruzeiro-MG) aos 45’ e Marco Antônio (Fluminense-RJ) depois Everaldo (Grêmio-RS) aos 45’; Clodoaldo (Santos-SP), Rivellino (Corinthians-SP) e Paulo César Lima (Botafogo-RJ); Jairzinho (Botafogo-RJ) depois Edu (Santos-SP) aos 65’, Tostão (Cruzeiro-MG) e Pelé (Santos-SP) depois Roberto Miranda (Botafogo-RJ) aos 65’. Técnico: Mário Jorge Lobo Zagallo.
COMBINADO: Alatorre, Hernandez Antunano, Diflorio, Majewski e Leonardo Sanchez; Zapian e Avellaneda; Ruiz (Belmonte), Perrichon, Ubiraci, Marco Antônio. Técnico: não disponível.



BRASIL 3 x 2 COMBINADO DE LUDWIGSHAFEN (ALE OC.)
Data: 26 de maio de 1974.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio de Ludwigshafen, em Munique (Alemanha).
Público: 21.904 pagantes.
Árbitro: O. Riggs (Alemanha).
Gols: Rivellino 7' e 55', Diehl (p) 18', Valdomiro 19' e Pirrung 25'.
BRASIL: Wendell (Botafogo-RJ), Zé Maria (Corinthians-SP) depois Nelinho (Cruzeiro-MG), Luis Pereira (Palmeiras-SP), Marinho Peres (Santos-SP) e Marinho Chagas (Botafogo-RJ); Clodoaldo (Santos-SP) depois Wilson Piazza (Cruzeiro-MG), Rivellino (Corinthians-SP) e Paulo César Lima (Flamengo-RJ); Valdomiro (Internacional-RS) depois Edu (Santos-SP), Leivinha (Palmeiras-SP) e César (Palmeiras-SP). Técnico: Mário Jorge Lobo Zagallo.
COMBINADO: Josef Elting, Herbert Scheller, Ernst Diehl, Dietmar Schwager e Fritz Fuchs; Peter Schwarz, Hermann Bitz (Heinz Wilhelmi) e Klaus Ackermann (Reinhard Meier); Josef Pirrung, Klaus Toppmöller e Gerhard Klier (Norbert Janzon). Técnicos: Erich Ribbeck e Günther Jansen. Técnico: não disponível.



BRASIL 6 x 0 COMBINADO DO EIRE
Data: 23 de setembro de 1981.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL (Brasil).
Público: 36.982 pagantes.
Árbitro: Oscar Scolfaro (Brasil).
Gols: Éder 5', Roberto 20' e Zico 70', 71', 77' e 83'.
BRASIL: Waldir Peres (São Paulo-SP), Perivaldo (Botafogo-RJ) depois Leandro (Flamengo-TJ), Oscar (São Paulo-SP), Edinho (Fluminense-RJ) e Júnior (Flamengo-RJ); Toninho Cerezo (Atlético-MG), Renato (São Paulo-SP) e Zico (Flamengo-RJ); Paulo Isidoro (Grêmio-RS) depois Robertinho (Fluminense-RJ), Roberto Cearense (Sport-PE) e Éder (Atlético-MG) depois Mário Sérgio (São Paulo-SP). Técnico: Telê Santana.
COMBINADO: Richie Blackmore; Pat Nolan, Patty Dunning, Tommy MacConville e Martin Lawlor; Padraig O’Connor, Leo Flannagan e Frank Devlin; Miah Dennery, Lian Buckley e Terry Eviston (Martin Murray). Técnico: não disponível.





BRASIL 1 x 2 COMBINADO RESTO DO MUNDO
Data: 27 de março de 1989.
Competição: Amistoso.
Local: Comunale dei Friuli, em Udine (Itália).
Público: 40.000 pagantes.
Árbitro: Luigi Agnolin (Itália).
Gols: Dunga aos 6’, Francescoli 33’, Detari 64’.
BRASIL: Gilmar (Nacional-Port) depois João Leite (Vitória de Guimarães-Port), Ricardo Rocha (Sporting-Port) depois Alemão (Napoli-Ita), Ricardo Gomes (Benfica-Port) depois Júlio César (Montpellier-Fra), Mozer (Benfica-Port) e Júnior (Pescara-Ita) depois Branco (Porto-Port); Dunga (Fiorentina-Ita) depois Andrade (Roma-Ita), Silas (Sporting-Port) depois Milton (Como-Ita) depois Douglas (Sporting-Port) e Zico (Flamengo-RJ); Renato Gaúcho (Roma-Ita) depois Romário (PSV Eindhoven-Hol), Careca (Napoli-Ita) depois Evair (Atalanta-Ita) e Valdo (Benfica-Port) depois Tita (Pescara-Ita). Técnico: Sebastião Lazaroni.
RESTO DO MUNDO: Michel Preud’Homme (Bélgica) depois Rinat Dassaev (URSS), Eric Gerets (Bélgica), Stephane Demol (Bélgica) e Bosko Durovski (Iugoslávia), Dilmen Ridvan (Turquia) depois Tanju Colak (Turquia), Lajos Detari (Hungria), Dragan Stojkovic (Iugoslávia), Carlos Valderrama (Colômbia) depois Sinisa Mihajlovic (Iugoslávia), Enzo Francescoli (Uruguai), Rui Águas (Portugal) e João Manoel Vieira Pinto (Portugal). Técnico: Nils Liedholm (Suécia).



BRASIL 1 x 0 COMB. ESPANHOL (ESP)
Data: 19 de maio de 1990.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio Vicente Calderon, em Madrid (Espanha).
Público: não divulgado.
Árbitro: José Maria Garcia Aranda (Espanha).
Gol: Branco 11'.
BRASIL: Taffarel (Internacional-RS), Mozer (Olympique Marselha-FRA), Mauro Galvão (Botafogo-RJ) e Ricardo Rocha (São Paulo-SP); Jorginho (Bayer Leverkusen-ALE) depois Mazinho (Vasco-RJ), aos 79’ Dunga (Fiorentina-ITA) depois Tita (Vasco-RJ) aos 62’, Alemão (Napoli-ITA), Silas (Sporting Lisboa-POR) depois Bismarck (Vasco-RJ) aos 79’ e Branco (Porto-POR); Careca (Napoli-ITA) depois Bebeto (Vasco-RJ) aos 69’ e Muller (Torino-ITA) depois Renato Gaúcho (Flamengo-RJ) aos 76’. Técnico: Sebastião Lazaroni.
COMBINADO ESPANHOL: Abel Resino, (José Fernandez Perez) aos 46’, José Antonio Pizo Gomez, Francisco Ferreira, Luis Lopez Rekarte (Juan Sabas) aos 60’ e Miguel Soler; Juan Vizcaíno, Alfredo Santaelena, (Rafael Gordillo) aos 46’, Luis Milla e Marcos Alonso (Joaquín Parra) aos 60’; Gabriel Moya (Agustín Abadia) aos 46’ e Paulo Jorge dos Santos Futre. Técnicos: Javier Clemente e Felix Felines Barderas.



BRASIL 0 x 1 COMB. DA UMBRIA (ITA)
Data: 28 de maio de 1990.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio Libero Liberatti, em Terni (Itália).
Público: 18.000 pagantes.
Árbitro: Sandro Cumpeletti (Itália).
Gol: Edoardo Artistico 5'.
BRASIL: Taffarel (Internacional-RS), Mozer (Olympique Marselha-FRA), Mauro Galvão (Botafogo-RJ) e Ricardo Gomes (Benfica-POR) depois Ricardo Rocha (São Paulo-SP) aos 70’; Jorginho (Bayer Leverkusen-ALE), Alemão (Napoli-ITA), Dunga (Fiorentina-ITA) depois Silas (Sporting Lisboa-POR) aos 46’, Valdo (Benfica-POR) depois Bismarck (Vasco-RJ) aos 75’ e Branco (Porto-POR) depois Mazinho (Porto-POR) aos 78’; Careca (Napoli-ITA) depois Romário (PSV Eindhoven-HOL) aos 68’ e Muller (Torino-ITA) depois Bebeto (Vasco-RJ) aos 68’. Técnico: Sebastião Lazaroni.
COMBINADO DA UMBRIA: Graziano Vinti (Gianluca Riommi) aos 75’, Silvestro Rossi, Simone Altobelli e Giulio Forte (Cesare Cipelli) aos 70’; Arcangelo Sciannimanico (Mirko Taccola) aos 22’, Alessio Del Piano, Giovanni Battista Luiu, Roberto Borrello (Luca Di Matteo) aos 65’ e Carlo Valentino; Edoardo Artistico (Lica Guinchi) aos 80’, Borrello (Di Matteo) aos 65’ e Vittorio Cozzella (Giorgio Eritreo) aos 31’. Técnico: Claudio Tobia.



BRASIL 1 x 2 RESTO DO MUNDO
Data: 31 de outubro de 1990.
Competição: Amistoso.
Local: Estádio Giuseppe Meazza, em Milão (Itália).
Público: 75.000 pagantes.
Árbitro: Túlio Lanese (Itália).
Gols: Michel 36’, Hagi 50’, Neto 60’.
BRASIL: Sérgio (Santos-SP) depois Ronaldo (Corinthians-SP) aos 57’; Gil Baiano (Bragantino) depois Bismarck (Vasco-RJ) aos 57’, Paulão (Cruzeiro-MG), Adílson (Cruzeiro-MG) depois Cléber (Atlético-MG) aos 46’ e Leonardo (São Paulo-SP) depois Cássio (Vasco) aos 57’; César Sampaio (Santos-SP), Donizete Oliveira (Grêmio-RS) depois Luís Henrique (Bahia) aos 61’, Cafu (São Paulo-SP) e Pelé (sem clube) depois Neto (Corinthians) aos 43’; Charles (Bahia-BA) depois Valdeir (Botafogo-RJ) aos 51’ e Rinaldo (Fluminense-RJ) depois Careca Bianchezzi (Palmeiras-SP) aos 51’. Técnico: Paulo Roberto Falcão.
RESTO DO MUNDO: Sérgio Goycoechea (Michel Preud’Homme) aos 19’ (Thomas N’Kono) aos 46’ (René Higuita) aos 68’; Leo Clijsters (Emmanuel Kunde) aos 46’, Júlio César Silva, Oscar Ruggeri (Sergej Alejnikov) aos 46’, Hugo Eduardo De León (Lajos Detari) aos 46’; José Miguel Michel (Gabriel Calderón) aos 46’, “Alemão” Ricardo Rogério de Brito (José Basualdo) aos 46’, Rafael Martín Vasquez (Gheorge Hagi) aos 46’ e Carlos Ancelotti (Enzo Francescoli) aos 19’; Marco Van Basten (Histro Stoichkov) aos 19’ e Roger Milla (“João Paulo” Sérgio Donizeti Luiz) aos 46’. Técnico: Franz Beckenbauer.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 25 de Junho de 2017
Sábado, 24 de Junho de 2017
23:07
Loteria
Sexta, 23 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)