Cassilândia, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

Últimas Notícias

25/03/2019 18:26

Seis anos após cidade ser criada, IBGE redefine limites de 5 municípios de MS

Humberto Marques, Campo Grande News

Seis anos depois da fundação de Paraíso das Águas –a 280 km de Campo Grande–, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) providenciou a readequação de mapas do município e dos outros quatro que cederam terras para a mais nova cidade sul-mato-grossense (Costa Rica, Chapadão do Sul, Camapuã e Água Clara). A medida, conforme o órgão, poderá ter impacto na próxima Estimativa da População, a ser divulgada em agosto deste ano e que é usada, por exemplo, para a partilha de recursos públicos a partir do número de habitantes de cada município do país.

Ao todo, o IBGE realizou mudanças nos limites de 268 cidades brasileiras entre 2018 e este ano. As mudanças na DPA (Divisão Político-Administrativa Brasileira) são aplicadas a partir de análises efetuadas por meio de cooperações técnicas entre o instituto e órgãos estaduais e encaminhadas entre 1º de maio de 2017 e 30 de abril do ano passado.

Promovidas desde a divulgação do Censo de 2010, elas devem impactar nas estimativas de 2018, sendo fruto de novas leis estaduais sobre a criação e novas cidades, de ajustes cartográficos comunicados pelos Estados ao IBGE ou de uma melhor identificação e representação cartográfica dos mamas municipais graças a tecnologias de geo-referenciamento.


Paraíso das Águas foi oficialmente fundado em 1º de janeiro de 2013, embora o processo de emancipação do antigo distrito de Costa Rica remonte a 2006. Entre os critérios adotados para instalação do 79º município do Estado estava o contingente populacional, que precisaria superar inicialmente os 4 mil habitantes.


Foram cedidas terras de Camapuã, Costa Rica, Chapadão do Sul e Água Clara para criação do novo município. Hoje, Paraíso das Águas tem pouco mais de 5 mil moradores, conforme a última estimativa do próprio IBGE.


Com a redefinição dos mapas, pode haver flutuações populacionais, acalentando ainda mais disputas territoriais entre os municípios –Água Clara perdeu mais de 30% de sua área, incluindo os distritos de Bela Alvorada e Pouso Alto; e em Chapadão do Sul tornou-se notória disputa que envolveu uma agroindústria local, com a maioria das terras produtivas em território sul-chapadense, porém, como a sede administrativa ficava em Paraíso, a arrecadação acabou destinada ao novo município (critério do IBGE para definir a localização de empresas).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 23 de Agosto de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Quinta, 22 de Agosto de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)