Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

24/09/2005 10:34

Seguridade aprova proibição de uso do 'pó-da-china'

Agência Câmara

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou, na última quarta-feira (21), a proibição do uso dos produtos agrotóxicos do grupo químico organoclorado no tratamento de madeiras ou para qualquer outra finalidade. Além de banir do País os produtos que têm como ingredientes ativos substâncias organocloradas, o Projeto de Lei 4762/05, de autoria do deputado Edson Duarte (PV-BA), retira a validade dos registros eventualmente existentes de agrotóxicos e afins que tenham componentes desse tipo.
Segundo o autor da proposta, apesar dos produtos organoclorados já terem sido proibidos no uso agrícola, "o emprego ainda é permitido no Brasil com outras finalidades, como no tratamento de madeiras". Um caso típico, segundo Duarte, é o pentaclorofenol, inseticida também conhecido como "pó-da-china", usado no tratamento de madeiras, apesar de proibido em vários países e severamente restrito em outros devido aos riscos à saúde e ao meio ambiente.

Causa de câncer
De acordo com as informações coletadas por Duarte, o pentaclorofenol é altamente persistente no meio ambiente e comprovadamente causa câncer. A substância pode ainda afetar os sistemas cardiovascular, respiratório, gastrintestinal, neurológico, endócrino e reprodutivo e causar problemas de pele. "O pentaclorofenol é classificado como 'muito perigoso' pela Organização Mundial de Saúde, e causador de câncer, muito tóxico e irritante pela União Européia", ressaltou Duarte.
Para o relator do projeto, deputado Waldemir Moka (PMDB-MS), "um meio ecologicamente equilibrado é fator primordial para a manutenção, promoção e recuperação da saúde humana e do bem estar coletivo, além de ser uma forma de defesa do patrimônio social". O parlamentar ressaltou que a intenção da medida é modificar a redação da Lei 7802/89 para tornar "expresso e sem margem a dúvidas que a limitação do uso de agrotóxicos organoclorados alcança todo e qualquer uso".

Tramitação
O projeto segue para análise, em caráter conclusivo, das comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.



Reportagem - Cristiane Bernardes
Edição - Maria Clarice Dias


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)