Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/11/2012 09:02

Segurança monitora ataques, mas diz que MS está fora de risco

Campo Grande News/ Viviane Oliveira

A notícia de que havia um foragido de São Paulo por envolvimento nos ataques a policiais que estão ocorrendo na capital paulista acendeu uma luz de alerta: Mato Grosso do Sul corre algum risco, como ocorreu em 2006, quando a onda de violência em São Paulo teve reflexos por aqui na forma de rebeliões jamais vistas.

Ouvidas pelo Campo Grande News, autoridades de segurança dizem que estão monitorando a situação em São Paulo e em Santa Catarina e que, por enquanto, não há indícios de problemas por aqui.

Para o delegado-geral da Polícia Civil, Jorge Razanauskas, apesar de cada cidade ter uma realidade diferente, a Polícia está monitorando para não ser pega de surpresa. “Nós estamos preparados e monitorando tudo o que está acontecendo em outras cidades”, disse.

De acordo com o delegado, quando o Estado reprime de uma forma mais acentuada é natural que a criminalidade migre para outros lugares.

O diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração Sistema Penitenciário), Deusdete Oliveira, disse que o órgão acompanha o monitoramento do setor de inteligência da Polícia Militar e Civil e até agora não tem nada que mostre uma eventual situação nesse sentido.

“Hoje a Agepen está acompanhando parte desse serviço que monitora a onda de violência e, até agora em Mato Grosso do Sul está tranquilo”, afirma.

O Campo Grande News apurou que o serviço de inteligência da Polícia Militar está em alerta, intensificando o monitoramento e o policiamento ostensivo. O assunto é tratado todos os dias com todas as forças policiais.

Onda de ataques em SP e SC - Desde o início do ano, ao menos 92 policiais foram assassinados no Estado de São Paulo. Desse total, 18 eram aposentados e três estavam em serviço. Além disso, o Estado continua enfrentando um grande índice de violência.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, só na capital houve um crescimento de 102,82% no número de pessoas vítimas de homicídio no mês de setembro, em comparação ao mesmo período do ano passado. Em todo o Estado, a alta foi de 26,71% no mesmo período. Outro fato preocupante é que a violência chegou a Florianópolis mesmo sem diminuir na capital paulista.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)