Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/09/2007 07:40

Secretário prevê punição exemplar para policiais

Vladimir Platonow/ABr

Rio de Janeiro - O secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame, disse ontem (17) que os 52 policiais militares presos sob a acusação de receberem dinheiro de traficantes em troca de ajuda poderão ser expulsos. "Nós vamos investigar para eliminar esse tipo de acontecimento [corrupção] e isso só vai acontecer por meio de punição exemplar, para excluir esses servidores", afirmou.

A operação da Polícia Civil prendeu soldados, cabos e sargentos do 15º Batalhão de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e segundo Beltrame, eles recebiam até R$ 3,9 mil por semana para não reprimirem o tráfico de drogas e para informarem sobre futuras operações.


As prisões foram coordenadas pelo delegado André Drumont, da 59ª DP (Duque de Caxias), a partir de investigações iniciadas em fevereiro que flagraram, em escutas telefônicas autorizadas pela Justiça, o esquema de pagamento de propinas. O delegado disse que os PMs prendiam os criminosos e os soltavam, após receberem pagamentos. “Pelo menos em duas oportunidades, os valores foram de R$ 5 mil e de R$ 8 mil”, contou.

Os policiais foram presos logo nas primeiras horas da manhã, quando chegavam ao batalhão ou em suas próprias casas. De acordo o secretário, eles poderão responder por crimes de formação de quadrilha, corrupção, concussão (crime praticado por funcionário público ao exigir vantagem indevida, como propina) e associação para o tráfico.

Outros sete PMs tiveram prisão decretada pela Justiça, totalizando 59 policiais investigados por envolvimento com o tráfico. Cinco traficantes também foram presos e outros dois estão sendo procurados. Os policiais presos equivalem a cerca de 10% do efetivo do Batalhão de Caxias e Beltrame disse que poderá pedir ajuda da Força Nacional para reforçar a segurança na região.

Beltrame informou ainda que espera uma definição do secretário nacional de Segurança, Antonio Carlos Biscaia, sobre a complementação ao salário dos policiais fluminenses, que ganham em torno de R$ 800. O Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), lançado em agosto, prevê que o salário base chegue a R$ 1,4 mil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)