Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/09/2005 14:35

Secretário explica decreto sobre sementes transgênicas

Famasul Notícias

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gabriel Alves Maciel, explicou na sexta-feira, em entrevista coletiva, as razões que levaram o governo a autorizar o uso de sementes próprias de soja transgênica - produzidas pelos agricultores gaúchos na safra 2004/05 - no plantio da próxima safra 2005/2006. Autorizada pelo decreto presidencial nº 5.534, publicado ontem (08/09) no Diário Oficial da União, a medida visa suprir a falta de sementes certificadas, cuja oferta cobria apenas 10% das necessidades dos produtores gaúchos.


Segundo Maciel, o Rio Grande do Sul teria apenas 1 milhão de sacas de sementes de soja convencional e outras 600 mil sacas do produto transgênico, ambas certificadas. “Isso representa 10% da demanda estadual. Daí a necessidade do decreto liberando o produto sem certificação”. Maciel lembrou ainda que sem esse amparo legal os bancos não poderiam financiar os produtores.


Após observar que o decreto é específico para o Rio Grande do Sul, Maciel advertiu que os agricultores terão de comprar sementes certificadas para o plantio da safra 2006/2007. Ele acredita que até lá a oferta de sementes no estado estará normalizada. Nos demais estados, o percentual de sementes certificadas é de 70%.


“O problema do Rio Grande do Sul foi o plantio de uma área expressiva com um grão transgênico, sem identidade genética e de origem desconhecida. Isso desestruturou o setor de sementes certificadas, mas esperamos que a situação se normalize até o plantio da safra 2006/2007”, concluiu o secretário.

Autor:
Agronotícias/MS

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)