Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/01/2016 09:30

Secretário diz que Estado pode montar pontes móveis para escoamento da safra

Campo Grande News

O Governo do Estado pode recorrer a instalação de pontes móveis, em regiões produtoras, onde as chuvas provocaram estragos, para garantir o escoamento da safra de soja que começa ser colhido em até 40 dias.

Segundo levantamento da a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), o Estado tem 43 pontes destruídas e 24 danificadas e não há tempo, nem recursos disponíveis, para reconstruir as pontes até o início da colheita. A previsão é de que o Estado colha nesta safra 7,4 milhões de toneladas do grão.

Segundo o secretário de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas, que se as chuvas continuarem com a mesma intensidade das últimas duas semanas, há risco de redução da produtividade de soja, que começa a ser colhida nos próximos 40 dias.

Se não houver um período de estiagem aumentarão as dificuldades para o controle das pragas na lavoura, o que pode impactar diretamente na produtividade. "Se as chuvas continuarem depois do dia 20, os produtores terão prejuízos qualitativos e quantitativos, pois a soja começará a arder e perder qualidade. A persistência do clima chuvoso num solo saturado causa o encharcamento", explica o secretário.

O grande número de áreas com algum grau de inundação é outro problema decorrente do excesso de chuva. As situações mais graves são em Amambai, Aral Moreira, Ponta Porã e Laguna Caarapã. Nestes municípios muitos produtores estão abrindo valetas para drenar as lavouras do excesso de água.

“Quando as plantas recebem água em excesso, elas encerram o seu ciclo antecipadamente, o que pode resultar em uma colheita abaixo de esperado, com grãos menores e com menos peso, e interferir nos números de produtividade”, explica Lamas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)