Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/11/2007 09:50

Secretário acha que Corinthians tem que ser investigado

Marco Antônio Soalheiro /ABr

Brasília - Apesar de lembrar que a criação ou não de Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) é uma decisão interna e legítima do Congresso, o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, defendeu o aprofundamento das investigações de denúncias de corrupção e lavagem de dinheiro da empresa MSI Licenciamentos e Administração, que assinou contrato de gestão com o clube de futebol paulista Corinthians, em 2004.

Na quinta-feira (8), a proposta de investigação do assunto no Congresso foi arquivada por falta de três assinaturas. Para a criação de uma CPMI são necessárias as assinaturas de 27 senadores e 171 deputados.

“Já propus uma CPI para investigar o caso em São Paulo e também não consegui sucesso. Mas todo tipo de apuração para se clarear situações nebulosas ou criminosas é muito bem-vindo, ainda mais em um órgão sério como o Congresso Nacional”, disse Tuma Júnior, que foi deputado estadual em São Paulo e é conselheiro do Corinthians.

Ele falou à Radiobrás por telefone de Nova York (EUA), onde recebeu ontem (9) o cheque no valor de US$ 1,6 milhão, do Tesouro norte-americano, referente a parte do dinheiro desviado no esquema de lavagem de dinheiro conhecido como Banestado (sigla do Banco do Estado do Paraná), e aprofundou negociações com as autoridades estrangeiras.

Na avaliação do secretário, a chamada CPI do Corinthians não traria prejuízos para a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil: “ Não vejo relação. O Brasil passando as coisas a limpo daria uma demonstração clara para o mundo de que não quer nada errado."


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)