Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

10/11/2007 09:50

Secretário acha que Corinthians tem que ser investigado

Marco Antônio Soalheiro /ABr

Brasília - Apesar de lembrar que a criação ou não de Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) é uma decisão interna e legítima do Congresso, o secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior, defendeu o aprofundamento das investigações de denúncias de corrupção e lavagem de dinheiro da empresa MSI Licenciamentos e Administração, que assinou contrato de gestão com o clube de futebol paulista Corinthians, em 2004.

Na quinta-feira (8), a proposta de investigação do assunto no Congresso foi arquivada por falta de três assinaturas. Para a criação de uma CPMI são necessárias as assinaturas de 27 senadores e 171 deputados.

“Já propus uma CPI para investigar o caso em São Paulo e também não consegui sucesso. Mas todo tipo de apuração para se clarear situações nebulosas ou criminosas é muito bem-vindo, ainda mais em um órgão sério como o Congresso Nacional”, disse Tuma Júnior, que foi deputado estadual em São Paulo e é conselheiro do Corinthians.

Ele falou à Radiobrás por telefone de Nova York (EUA), onde recebeu ontem (9) o cheque no valor de US$ 1,6 milhão, do Tesouro norte-americano, referente a parte do dinheiro desviado no esquema de lavagem de dinheiro conhecido como Banestado (sigla do Banco do Estado do Paraná), e aprofundou negociações com as autoridades estrangeiras.

Na avaliação do secretário, a chamada CPI do Corinthians não traria prejuízos para a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil: “ Não vejo relação. O Brasil passando as coisas a limpo daria uma demonstração clara para o mundo de que não quer nada errado."


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)