Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

29/04/2005 14:01

Secretaria de MS em Brasília acompanha coletiva de Lula

Jacqueline Lopes / Campo Grande News

A Secretaria de Estado Extraordinária de Representação e Articulação Institucional, com sede em Brasília, acompanhou esta manhã a primeira entrevista coletiva à imprensa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em dois anos e quatro meses de governo. Na coletiva, Lula destacou a importância da integração dos países da América do Sul, projeto defendido pelo governador de Mato Grosso do Sul, Zeca do PT.
O presidente afirmou que a união física dos países vai “facilitar o crescimento e estabelecimento da paz no nosso continente”. Lula se referia ao impasse político que envolve os Estados Unidos e a Venezuela. O país sul-americano rompeu o acordo militar com os Estados Unidos, em vigor há 35 anos.
Segundo informações da assessoria da Secretaria de Estado, Lula falou ainda sobre a política monetária do País. Disse que “os juros não podem ser o único instrumento de controle da inflação”. O presidente falou da necessidade de se criar novos instrumentos de combate à inflação, mas preferiu não adiantar detalhes citando uma frase do deputado Ulysses Guimarães (PMDB), morto em 1992. “Nem tudo o que você pode fazer na economia, você pode avisar antes”, afirmou. E reiterou: “não vou permitir que a inflação volte a ser o grande ladrão do salário do brasileiro”. A meta de inflação para 2005 é de 5,1%. Lula disse ainda que “com mais cobrança, a sociedade pode reeducar o sistema financeiro brasileiro”.
Lula citou as cooperativas como uma forma de baixar os juros. "Sonho em transformar o Brasil no maior país em número de cooperativas do mundo", disse.
Sobre o salário dos militares o presidente afirmou que vai tratar a questão com carinho, procurando uma forma de colocar o aumento dentro das possibilidades do orçamento.
O presidente reforçou que o País está no caminho certo para mudar a vida dos brasileiros. Citou a média de empregos gerados no País – de 91 mil por mês contra 8 mil na época do presidente Fernando Henrique Cardoso – o aumento do salário mínimo, o programa Bolsa Família e a aprovação do Estatuto do Idoso.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)