Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/05/2009 12:55

Se policiais voltarem a parar, reajuste cai, diz André

Fernanda Mathias, Paulo Fernandes e Aline dos Santos, Campo Grande News

O governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), disse nesta segunda-feira, durante evento na Vila Nasser, que se os policiais civis voltarem a se mobilizar o índice de reajuste será reduzido. “Se não pararem de fazer manifestação eu diminuo”.

O governador afirmou que a categoria não receberá tratamento diferenciado das outras. Nesta manhã ele recebeu delegados em seu gabinete para apresentar as tabelas e detalhar o índice de reajuste.

Segundo André, a categoria estava “mal informada” à respeito do reajuste e alegou que foi a única a reclamar do índice de reajuste. O reajuste médio ao funcionalismo 10,5%, atingindo 63 mil servidores públicos. Os índices variam de 6% a 25%. A folha de pagamento de salários oscilará de R$ 213 milhões para cerca de R$ 235 milhões.

Nesta manhã André reafirmou a implantação da quarta classe de Polícia Civil, conforme acordado com a categoria no ano passado. A previsão é que a criação seja sancionada nesta segunda-feira.

A categoria promoveu duas paralisações nas últimas duas semanas, reivindicando a implantação da quarta classe, com ganho de 20% nos vencimentos.

- Presidente do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis), Paulo Carvalho, diz que ainda desconhece o texto do projeto enviado pelo governo à Assembleia Legislativa, contudo afirma que está confirma assembléia para próxima quarta que vai deliberar sobre possibilidade de greve.

Segundo ele, Puccinelli pretende reduzir o salário inicial da quarta classe, denominação que enquadra as pessoas que ainda estão na academia, para dessa forma preservar a diferença de 20% na remuneração entre os níveis.

“Atualmente, o salário base é de R$ 1.799,95, e será reduzido para R$ 1.699,95”, diz.

De acordo com Paulo Carvalho, o valor será complementado por meio de adicional. Ele reclama que a manobra dá uma falsa impressão de aumento salarial. “Para delegados, não foi assim”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)