Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

11/11/2009 07:05

Saúde: Teste do olhinho detecta doenças graves

Agência do Rádio

Fazer o teste do olhinho no recém-nascido ainda na maternidade permite que os pais descubram problemas graves de visão nos filhos. Especialistas recomendam o exame principalmente para bebês prematuros, com peso abaixo de um quilo e meio, medindo menos de trinta e seis centímetros e que tenham recebido oxigênio por tempo prolongado. O exame é bem simples e pode ser feito logo depois do parto, como explica o oftalmologista Vitor Saques.



"Você instila um colírio para dilatar e você examina através de um reflexo vermelho dentro do consultório. A luz quando é incidida dentro do olho, ela tem um reflexo que volta para você, um reflexo avermelhado. Isso significa que o olho é transparente, tem as vias liberadas sem nenhuma opacidade ou qualquer outro problema."

O exame permite o diagnóstico de doenças graves, como a catarata. Vitor Saques lembra que outros problemas de visão podem ser descobertos com o teste do olhinho.



"Doenças de retina e até outras doenças mais sérias como o próprio descolamento de retina, alteração tumoral. Às vezes até o próprio pediatra incidindo uma luz no olho da criança, já com uma certa experiência ele consegue detectar isso."

No Distrito Federal, o teste do olhinho, também conhecido como teste do reflexo vermelho, é obrigatório nos hospitais públicos e privados desde o ano passado. Outros estados, como o Rio de Janeiro e São Paulo, também fazem o exame obrigatoriamente. O Congresso Nacional discute o projeto que amplia o benefício para todo o País.

Reportagem, Alan Borges

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)