Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/09/2015 18:15

Saúde lança campanha de atenção às mulheres lésbicas e bissexuais

Aline Leal, Agência Brasil

 

O Ministério da Saúde lançou hoje (2) campanha com foco na saúde das mulheres lésbicas e bissexuais. A mobilização, de caráter informativo, tem por objetivo acabar com o atendimento ginecológico baseado no pressuposto de que todas as mulheres são heterossexuais ou precisam de atenção ligada à reprodução.

Segundo o Ministério da Saúde, entre os desafios do atendimento estão a crença equivocada de que as mulheres lésbicas não têm risco de desenvolver cânceres de mama e de colo de útero e a oferta de anticoncepcionais e preservativos masculinos. A campanha distribuirá cartazes e folders para informar profissionais da saúde sobre as especificidades desta população.

Além disso, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, destacou a importância de abordar o assunto na formação dos profissionais e na educação continuada de quem já trabalha no setor de saúde.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização, apresenta um balanço das ações executadas até agora pela pasta (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

De acordo com o ministro, o ministério tem indícios de que as mulheres lésbicas são menos acolhidas que as demais na prevenção e tratamento dos cânceres de colo de útero e de mama."Não podemos aceitar nenhuma forma de exclusão", afirmou Chioro.

Para a enfermeira e militante Carmem Lúcia, as mulheres lésbicas são extremamente invisíveis na sociedade.

"As pessoas pensam que todos são heterossexuais. Se você não afirma sua lesbianidade ou seu lugar diferente, não tem direitos ou cuidados específicos", disse.

Com o slogan "Cuidar da Saúde de Todos. Faz Bem para a Saúde das Mulheres Lésbicas e Bissexuais. Faz bem para o Brasil", a campanha é uma parceria entre o Ministério da Saúde, Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República.

Edição: Armando Cardoso

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)