Cassilândia, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

18/02/2010 14:56

Saúde estuda trocar pela 4ª vez larvicida contra dengue

Campo Grande News/ Edivaldo Bitencourt

Cinco meses depois, a Secretaria Estadual de Saúde estuda, de novo, trocar o veneno usado contra o mosquito transmissor da dengue em Campo Grande. O produto havia sido substituído em setembro do ano passado.

O diretor de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde, Eugênio Barros, admitiu que o órgão está analisando a substituição do larvicida. No ano passado, o Centro de Controle de Zooneses adotou o biolarvicida Difubenzuron, que foi anunciado como a nova arma para combater a doença.

Três meses depois, em dezembro, a Secretaria Municipal de Saúde já admitiu nova epidemia de dengue, três anos após a doença ter atingido 45 mil pessoas e causado duas mortes.

De acordo com Barros, técnicos do CCZ constaram, empiricamente, que o produto é menos eficaz. Eles realizaram testes e confirmaram que o biolarvicida mata 50% menos Aedes aegypti, o transmissor da dengue. No entanto, a substituição e a ineficácia não foi avalizada pelo Ministério da Saúde, que depende de pesquisa e analise cientifica para confirmar as suspeitas dos técnicos municipais.

Enquanto a eficácia do veneno é questionada, a dengue já causou 12,5 mil vítimas na Capital. A Secretaria Estadual de Saúde investiga três óbitos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Agosto de 2017
06:11
Inocência, Alcinópolis, Figueirão e Paraiso das Àguas
Segunda, 21 de Agosto de 2017
Domingo, 20 de Agosto de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)