Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/02/2010 14:56

Saúde estuda trocar pela 4ª vez larvicida contra dengue

Campo Grande News/ Edivaldo Bitencourt

Cinco meses depois, a Secretaria Estadual de Saúde estuda, de novo, trocar o veneno usado contra o mosquito transmissor da dengue em Campo Grande. O produto havia sido substituído em setembro do ano passado.

O diretor de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde, Eugênio Barros, admitiu que o órgão está analisando a substituição do larvicida. No ano passado, o Centro de Controle de Zooneses adotou o biolarvicida Difubenzuron, que foi anunciado como a nova arma para combater a doença.

Três meses depois, em dezembro, a Secretaria Municipal de Saúde já admitiu nova epidemia de dengue, três anos após a doença ter atingido 45 mil pessoas e causado duas mortes.

De acordo com Barros, técnicos do CCZ constaram, empiricamente, que o produto é menos eficaz. Eles realizaram testes e confirmaram que o biolarvicida mata 50% menos Aedes aegypti, o transmissor da dengue. No entanto, a substituição e a ineficácia não foi avalizada pelo Ministério da Saúde, que depende de pesquisa e analise cientifica para confirmar as suspeitas dos técnicos municipais.

Enquanto a eficácia do veneno é questionada, a dengue já causou 12,5 mil vítimas na Capital. A Secretaria Estadual de Saúde investiga três óbitos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)