Cassilândia, Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

Últimas Notícias

25/10/2019 11:20

Saúde confirma morte de macaco por febre amarela

Governo do PR

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou nesta quarta-feira (23) uma morte de macaco por febre amarela em Castro, na região dos Campos Gerais. A morte ocorreu no final de setembro e os exames laboratoriais comprovando a infecção foram concluídos recentemente.

Desde o início deste período epidemiológico, em julho, até agora, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da secretaria registrou 78 notificações de macacos encontrados mortos no Estado. Em apenas um caso foi confirmada infecção por febre amarela. Quarenta mortes continuam em investigação, 11 foram descartadas para a doença e 26 apontam causas indeterminadas.

A morte de macacos sinaliza a presença do vírus da febre amarela na região da ocorrência. Estes animais não transmitem a doença. Assim como os humanos, eles são infectados pela picada pelo mosquito contaminado.

De acordo com o monitoramento da secretaria, o Paraná registra 24 notificações para febre amarela em humanos entre 1º de julho e 21 de outubro deste ano. Dezessete já foram descartadas e sete seguem em investigação.

“Por isso, nossa preocupação e alerta à população. É fundamental que todos estejam imunizados pois o período epidemiológico da febre amarela está apenas começando. A vacina é a única forma de se proteger e está disponível em todas as unidades de saúde do Estado”, afirma o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

A vacina é indicada para a partir dos nove meses de idade até 59 anos. Para moradores de municípios que têm casos confirmados de circulação viral de febre amarela, o Ministério da Saúde recomenda também a imunização de pessoas acima de 60 anos. Uma única dose protege para toda a vida

A febre amarela é uma doença infecciosa causada por vírus transmitido pela picada de mosquitos infectados. Os sintomas iniciais são febre com calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores musculares, vômitos e fraqueza.

No período epidemiológico anterior, de 1º de julho de 2018 a 1º de julho de 2019, o Paraná registrou 17 casos de febre amarela e um óbito.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 21 de Novembro de 2019
08:20
Cassilândia
06:45
Cassilândia
Quarta, 20 de Novembro de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
06:04
Cassilândia/Barretos
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)