Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/03/2004 15:59

Saúde anuncia queda de 82,2% nos casos de dengue

Agência Saúde

O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, divulgou hoje os dados preliminares de janeiro de 2004 que apontam redução de 82,2% dos casos de dengue em relação ao mesmo período de 2003. As notificações nos primeiros 30 dias deste ano somam 6.097 casos, contra 34.326 do ano passado. A diminuição dos casos registrados em todas as Unidades Federadas reflete o êxito das ações desenvolvidas pelo Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD) da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), do Ministério da Saúde, em parceria com estados e municípios.

Até o momento, a Região Sul apresentou 98,4% de redução. Este ano, foram registrados apenas 14 casos contra os 877 notificados, no mesmo período em 2002. As reduções chegam a 98,5% no Paraná e 94% no Rio Grande do Sul. O estado de Santa Catarina não teve nenhuma notificação este ano. Vale lembrar que, na Região Sul, os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina não registram casos autóctones (contraídos no local).

O Nordeste contribuiu com redução de 89,1% – 1.242 registros em janeiro de 2004 contra 11.414 no mesmo período de 2003. O Ceará teve de 85%. Os estados do Rio Grande do Norte, Sergipe e Bahia informaram queda de mais de 92%. O Maranhão e Alagoas tiveram redução entre 96,6% e 92,3%. Nos estados de Pernambuco e Paraíba, os dados revelam queda de 77,9% e 84,3%, respectivamente.

No Sudeste, as informações preliminares de janeiro apontam diminuição de 83,2% dos casos, com 1.868 pessoas acometidas pela dengue este ano. No primeiro mês de 2003, o número chegou a 11.094. O estado de São Paulo teve 96,2% menos registros. O Espírito Santo vem em seguida, com diminuição de 90,5%. Já no estado do Rio de Janeiro, a queda, até o momento, é de 85,2%, e em Minas Gerais, chega a 54%.

Os estados do Centro-Oeste têm este ano 82,5% menos casos, com a identificação de 998 registros em janeiro, contra 5.708 do ano passado. No Mato Grosso a redução foi de 95,3%, seguido do Distrito Federal, com queda de 72%. No Mato Grosso do Sul e Goiás, as informações indicam reduções de 70,9% e 70,8%, respectivamente.

Com queda de 62,2%, a região Norte registrou este ano 1.975 casos – em janeiro de 2003 foram 5.233. As reduções foram de 90,3% no Amazonas, 69,8% em Roraima, 31,4% no Tocantins, 71,2% no Pará, 62,1% no Acre, 7,4% no Amapá e de 56,8% em Rondônia.

Apesar do primeiro balanço parcial deste ano indicar que não haverá epidemia de dengue, o Ministério da Saúde mantém o alerta para que os gestores e a população não descuidem das atividades preventivas contra a doença.

Os dados hoje divulgados foram repassados pelas secretarias estaduais de saúde à SVS, responsável, no nível federal, pelo Programa Nacional de Controle da Dengue (PNCD).

Reuniões – Cumprindo agenda prevista pelo PNCD com os estados e municípios, este ano já foram realizadas reuniões de avaliações dos programas regionais nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. Nesses encontros, são avaliadas todas as atividades que devem ser mantidas para que haja redução sustentável dos casos de dengue, de forma a manter o controle da doença. Nas próximas semanas, as reuniões acontecem nas regiões Norte, Nordeste e Sul.

No último dia 20 de fevereiro, a SVS realizou a capacitação de 800 técnicos em vigilância epidemiológica para aprimorar as ações de combate à dengue e, no mês de abril, haverá curso de técnicas de comunicação e mobilização social.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)