Cassilândia, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Últimas Notícias

10/11/2017 18:00

Saúde abre consulta pública para qualificar atendimento a idosos

Portal Brasil

 

Em 2030, 20% da população brasileira será formada por idosos. Para melhorar a qualidade de vida dessa parcela da população nos próximos anos, o Ministério da Saúde lançou, na segunda-feira (6), a Estratégia Nacional para o Envelhecimento Saudável. As diretrizes fornecem orientações aos profissionais de saúde para melhorar os atendimentos para aqueles que já passaram dos 60 anos.

O projeto com as orientações técnicas do cuidado com a pessoa idosa ficará disponível para consulta pública desde terça-feira (7). Atualmente, a população com mais de 60 anos soma 29,3 milhões de pessoas, o que corresponde a 14,3% dos brasileiros. Desses, 30,1% precisam de ajuda para realizar as atividades de autocuidado.

Entre as novidades do documento estão a implementação do atendimento multidisciplinar que envolve testes clínicos, psicossocial e funcional. Com essa avaliação global, é possível fornecer o diagnóstico mais apropriado e indicar o tratamento mais adequado a cada caso.

Para corroborar com essa perspectiva de terapia específica, os profissionais da Atenção Básica devem analisar o quão independentes são os idosos para cuidar de si próprios, e seus estilos de vida, além de hábitos de saúde e histórico clínico.

A ideia é evitar o avanço de doenças crônicas, como excesso de peso, que atinge 63,5% das pessoas entre 60 e 69 anos; e obesidade, que acomete 23,1% dessa população. Os diabéticos nessa idade somam 25,1%, e os hipertensos são 57,1%. Tratar e prevenir essas doenças assegura a manutenção da autonomia desses idosos.

Caderneta de saúde

Nas mais de 41,6 mil unidades de Atenção Básica, os profissionais vão preencher a Caderneta da Pessoa Idosa, que será integrada ao prontuário eletrônico. Até o fim deste ano, 3,9 milhões cadernetas serão distribuídas nos municípios. Para o ano que vem, a previsão é de 1,5 milhão.

Desse modo, o envelhecimento passa a ser um dos temas prioritários para a pasta. Um dos objetivos é melhorar a sobrevida dos pacientes e evitar a prescrição de medicamentos desnecessários, reduzindo os custos para o sistema de saúde.

Um aplicativo gratuito para smartphones vai apoiar o trabalho dos profissionais de saúde a registrar essas informações.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)