Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

07/01/2016 11:00

Satisfação com exercícios externos é maior que no interior das academias

Portal Educação Física

Um estudo realizado na Universidade de Glasgow, na Escócia, revelou que exercícios ao ar livre deixam as pessoas 50% mais felizes do que as horas dentro da academia. E não é só isso: outra pesquisa, dessa vez dos Estados Unidos, mostrou que a prática ajuda a reforçar o hábito — quem escolhe ambientes externos declara “uma maior intenção de repetir a atividade posteriormente”.

“As características sócio-culturais associadas à condição climática favorável e à liberação de neurotransmissores (endorfina) facilitam a prática de atividades físicas em ambientes públicos”, resume o prefessor de Educação Física João Paulo Silva, da Academia Evidence, na Tijuca.

A corretora de imóveis Débora Gomes, de 28 anos, é um indício de que exercícios ao ar livre ajudam a fidelizar pessoas nas atividades. Ela encontrou no treinamento funcional praticado há quase um ano, ao redor do Maracanã. Encontrou finalmente uma atividade para fazer com regularidade. “A caminhada é o primeiro exercício que consigo fazer sem desistir, e com gosto! Uma aula nunca é igual a outra, é tudo muito dinâmico.”

Professores de Educação Física, Fillipe Bello e Diego Bocão criaram o B&B Funcional, treinamento funcional que acontece ao redor do estádio. Segundo eles, a procura por ambientes externos é uma resposta à monotonia. “As pessoas já vivem tanto no dia a dia do trabalho que não querem que o exercício seja regrado também. Em um circuito, não existe rotina. A cada dia é uma aula diferente, a paisagem ajuda a distrair e, por isso, a experiência se torna mais prazerosa”, diz Fillipe.

Além do dinamismo, Débora garante que o espaço aberto é mais convidativo às amizades. “As pessoas se tornam amigas. Enquanto malhar em um local fechado é uma atividade mais solitária, o trabalho em grupo ao ar livre é muito mais gratificante e acaba nos estimulando também a continuar”, considera.

Outro cartão postal que não poderia ficar de fora da lista é a praia. Atividades na areia têm se tornado cada vez mais recorrentes no Flamengo e Botafogo. O professor de Educação Física Felipe Marinho, diretor do Circuito de Praia, acredita ser possível fazer “um trabalho diferenciado de condicionamento físico, com qualidade de vida ao ar livre”. O treinamento inclui fut treino (treino com bola), aula de abdominal e slackline (uma espécie de corda, em que as pessoas tentam se equilibrar). Além disso, promove corridas e outros eventos como o Day Fit, que conta com palestra de nutricionista para tirar dúvidas sobre alimentação.Todas as avaliações e o atendimento nutricional são feitos no Espaço Statera, na Praia de Botafogo.

Para quem não quer procurar uma dessas assessoria de exercícios, que cobram de R$ 100 a R$ 140 por até oito atividades, a Secretaria de Saúde do Rio conta com o programa ‘Academia Carioca’. Desde 2009, a proposta é promover atividades em espaços públicos. Segundo Junia Cardoso, coordenadora do programa, um dos principais desafios é transformar a empolgação inicial do exercício em prática regular.

“Por isso, estimulamos trilhas no Santa Marta, caminhadas no Jardim Botânico, Praça Mauá, Cristo, Pão de Açúcar, Praia da Urca. A ideia é estar em locais abertos e aprazíveis, o que ajuda as pessoas a desenvolverem o prazer pela atividade corporal e as faz voltarem”, afirma. A prática, diz ela, ajuda a aliar saúde física à saúde mental e emocional.

Cuidados com hidratação, alimentação e uso de protetor solar
Além da troca de energia entre as próprias pessoas e todo o ambiente ao redor, a prática de atividades ao ar livre é fundamental para a absorção da vitamina D, obtida pela exposição à luz solar. Apesar dos benefícios, o verão carioca pode ser cruel. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de se preparar para os exercícios externos.

A nutricionista esportiva Shalimar Diniz diz que as refeições dependem do horário em que a pessoa vai se exercitar. “É recomendado que a pessoa espere pelo menos 1h30 por conta da digestão”, explica. Se for praticar atividades após uma refeição mais pesada, como almoço ou jantar, o ideal é optar por carboidratos integrais (macarrão ou arroz) e proteínas leves, como ovos, queijo cottage e ricota.

Leonardo Souza, especialista em Medicina do Esporte e Ortomolecular, alerta para a importância da hidratação: cerca de meio a um litro de água por hora, preferencialmente diluídos em vários intervalos. É fundamental ainda dar preferência a roupas claras, fazer uso de bonés e protetor solar. Se o sol estiver muito forte, ele recomenda diminuir a intensidade dos exercícios, a fim de evitar desidratações ou câimbras. “Antes de tudo, o ideal é ir a um médico, para verificar se há alguma predisposição a problemas cardíacos, hipertensão, diabetes… É preciso conhecer seus próprios limites.”

Acostumados ao terno e gravata e à vida no ar condicionado, advogados são desafiados a vencer o sedentarismo, garantir qualidade de vida e prevenir hipertensão, obesidade e doenças cardiovasculares, comuns entre esses profissionais. O trabalho é feito em oito Tendas Bem-Estar instaladas em locais públicos da capital – Aterro do Flamengo, Barra da Tijuca, Copacabana, Maracanã e Parque Madureira — e também nas cidades de Búzios, Niterói e Resende.

Nestes locais, montados pela Caarj (Caixa de Assistência dos Advogados do Rio), profissionais de Educação Física orientam a prática de exercícios, gratuitamente. A advogada Kelly Cristina Reis, que malha na Tenda de Copabacana, já perdeu 35 quilos e agora corre 15 quilômetros diariamente na areia. “Recuperei minha autoestima”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Sábado, 19 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)