Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/11/2006 07:16

São Paulo - Pacto do elenco fez a diferença

Marcelo Prado/SPFC

Depois de levantar uma taça oferecida pela Federação Paulista de Futebol, o goleiro e capitão Rogério Ceni fez questão de dividir os méritos da conquista com todo o elenco. "Depois da derrota na Taça Libertadores, a gente se uniu e fez um pacto. Perder aquele jogo para o Internacional foi doído demais. Feliz é quem pode trabalhar em um grupo como este. Todos trabalharam na mesma direção e, quando isso acontece, o resultado aparece. Agora vamos comemorar. Este título mostra que aqui não tem estrelas. A força deste grupo é muito grande", ressaltou.

O atacante Leandro, um dos grandes destaques do time, segiu pela mesma linha. "Aqui, ninguém aparece mais do que ninguém. Somos todos amigos, jogamos uns pelos outros. Tínhamos que matar o título hoje", analisou o camisa nove, que fez questão de dedicar o título brasileiro para a torcida. "Eles fizeram uma festa maravilhosa, ficaram de madrugada na fila para comprar ingresso e nos ajudaram bastante. Que eles façam muita festa."

Para mostrar o companheirismo pregado pelo elenco, o atacante Alex Dias, que pouco foi utilizado por Muricy Ramalho nesta reta final, disse que este título jamais sairá da sua memória. "Eu já havia sido campeão em 2003 com o Cruzeiro, mas agora é diferente. Afinal, agora eu jogo no time do meu coração. Isso é indescritível."

O lateral-esquerdo Júnior era um dos mais alegres. Também pudera. Afinal, foi o primeiro título da carreira do camisa seis, que tem o currículo recheado de taças. "Eu precisava deste título. O resultado foi mais do que merecido. Este grupo é sensacional e não merecia terminar o ano sem nenhuma conquista. Chegamos perto no Brasileiro, não merecíamos perder a Libertadores, mas acabou esta história. Este título vai para toda a torcida, que fez um trabalho maravilhoso", ressaltou o jogador.

Já o técnico Muricy Ramalho reconheceu que o título brasileiro tirou um peso enorme das suas costas. "Eu precisava muito desta conquista. O trabalho depende muito do resultado. Acredito que fui muito bem no São Paulo", afirmou o comandante tricolor, que agora vai sentar com a diretoria para definir a sua permanência, já que seu contrato termina no dia 31 de dezembro. "Eu só posso dizer que quero ficar", garantiu.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)