Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/01/2008 06:56

São Paulo: Leia a primeira entrevista de Carlos Alberto

Felipe Espindola

O meio-campista Carlos Alberto foi apresentado oficialmente na tarde desta segunda-feira (21) como o novo reforço do São Paulo para a temporada de 2008.



O jogador, que vai utilizar a camisa 19 do Tricolor, assinou com o clube do Morumbi até o dia 15 de julho de 2008. Mas no que depender de sua vontade, Carlos Alberto pretende ficar bem mais tempo no clube.


Segundo o jogador, a sua história no São Paulo servirá de base e estrutura para todo o restante de sua carreira.



Campeões da Copa dos Campeões da Europa, quando fez o primeiro gol da decisão, Carlos Alberto rasgou elogios a sua nova casa e disse que não via a hora de chegar ao clube.



Confira abaixo os principais trechos da entrevista de Carlos Alberto



São Paulo

"Ele sempre me falou maravilhas daqui. É muito gostoso saber que meu irmão foi tão bem tratado. Tenho certeza que também serei. Minha mãe e meu pai sempre elogiaram. Ela dizia que o dia que eu entrasse aqui sentiria a diferença."



São Paulo - parte 2

"Aqui estão todos preparados para as dificuldades e outros clubes não."



Elenco

"Elenco forte, que disputa títulos. Chegar num grupo com ambição de vencer é muito importante. Os jogadores aqui são todos especiais, todos me receberam muito bem, me passaram uma imagem muito positiva. Venho para somar. Todos trabalham igual, correm igual, se dedicam igual, isso é bacana, contagia. Espero estar nesse ritmo."



Objetivos

"O foco maior é a Libertadores, estou com muito tesão para jogar, muita vontade, espero poder ajudar. O segredo é não me preocupar com o dia de amanhã, mas sim em jogar futebol e ser feliz. Quero ser feliz."



Dedicação

"Prometo muito trabalho, muito empenho e alegria de jogar futebol novamente. Seis meses passados foram muito ruins profissionalmente, mas pessoalmente muito bons. Sou vencedor e venho aqui pra vencer."



Preferência
"Se fosse qualquer outro clube pensaria muito para voltar ao Brasil, mas como é o São Paulo aceitei na hora."



Negociação

"A princípio viria pra fazer tratamento nesta estrutura fantástica que o clube têm, mas quando vi a possibilidade de vir pra cá não pensei duas vezes."



Negociação - parte 2

"Eles entenderam que era uma coisa boa pra mim e aceitaram a proposta. Conversava sempre com o presidente e ele via que eu estava muito triste lá."



Tempo de contrato

"Seis meses, um ano, dois anos, isso não importa. O tempo que passar aqui não vai ser um ano que voltei pro Brasil, mas sim um ano base pra minha carreira.



Jogador de grupo

"Quando cheguei ouvi vários comentários de que não aceitaria ficar na reserva e tal. Isso é simples, vou trabalhar muito para conquistar meu espaço e somar com o grupo."



Oportunidade

"Encaro como momento de alegria, como nova chance. Vou fazer por merecer, trabalhar muito pra tudo correr bem."



Responsabilidade

"Não tenho medo da responsabilidade, sempre gostei disso. Responsabilidade boa, jogar no São Paulo, jogar a Libertadores, quem não quer isso?"



Dificuldades

"As coisas sempre aconteceram do jeito que Deus quis. Sou honesto, trabalho, respeito as pessoas. As pessoas que pregam o bem podem passar dificuldades, mas sempre vão colher coisas boas."



Ambiente

"Minha mulher as vezes me pergunta porque não vou embora e eu digo que o ambiente é tão gostoso que não dá vontade de sair daqui."



Estilo

"Sou um lutador. Todos conhecem minha forma de jogar. Apesar de ser meia ofensivo, corro os 90 minutos. Posso até jogar mal, isso é normal, mas nunca vou deixar de lutar, dar meu máximo, trabalhar muito nos treinos."



Ansiedade

"A base que o clube vai me dar na estrutura humana é fantástica. Não via a hora de vir para cá, a hora de chegar no clube. Depois do acerto, da liberação do Werder, fui pra casa arrumar as malas e pedi uma vaga especial no avião, pelo menos na lista de espera. Estava muito ansioso."



Permanência

"Quero ficar aqui mais tempo sim. Fiquei muito impressionado com tudo aqui. Joguei em Portugal, na Alemanha. Aqui não deve pra ninguém. Nosso país precisa desse exemplo do São Paulo. Espero que outros clubes sigam esse exemplo. Os campos são bonitos, tudo é bem cuidado, a aparência é maravilhosa, isso motiva ainda mais para trabalhar. Ambiente de vitória."



Permanência - parte 2

"Uma hora vou ter que voltar para a Alemanha, mas o tempo que puder ficar aqui vai ser positivo. Depois de um bom tempo ai sim vou voltar para lá para retribuir tudo o que o pessoal me deu."



Adequação

"Também abri mão de algumas coisas, assim como Adriano e Fábio Santos. É porque confiamos na gente. Um tempo que vamos jogar num clube que vai nos valorizar pro resto da vida, até em termos internacionais. Atingimos coisas na vida em que o lado financeiro não é a única importância, mas sim ser feliz, jogar, se sentir bem. Podemos abrir mão de uma coisa ou outra para poder no futuro ganhar mais."



Retorno da Europa

"Não é um passo atrás. É uma estrutura e uma base que vou ter pro resto da minha carreira."



Dicas

"A única coisa que me falaram é que o clube está de portas abertas pra mim, sem falar que precisa fazer isso ou aquilo. Essa é a diferença. "



Forma física

"Não estou acima do peso. Meu percentual de gordura está entre 10 e 11, que é o ideal, mas estou precisando de condição física. Estou treinando há cinco dias. Creio que no menor tempo possível estarei em condições. A comissão técnica, muito competente, vai saber a hora certa de me usar."



Fama

"Não quero ninguém me bajulando sem merecer, quero o carinho do torcedor merecendo. Posso até não conquistar os objetivos que quero, mas quero olhar pra trás e ver que fiz tudo que podia ter feito. "



Bad boy

"Não sou nenhum santinho. Errei várias vezes e assumo que errei. Mas o exagero é injusto. Ouvi coisas demais. Nunca deixei de falar de qualquer assunto, mas por qualquer coisa se dá um rótulo negativo para uma pessoa. Antes de te classificar e julgar é preciso conhecer melhor a pessoa. Muita gente trabalhou comigo, conhece meu jeito de ser, é muito mais fácil falar as coisas negativas do que as positivas."



Dificuldades na Alemanha

"Perguntaram porque sai do Werder e vim pro Brasil. Tive problemas de saúde lá, contusões, fiquei estressado, deprimido, senti muito a mudança do Brasil pra um país todo difrerente. O Werder me deu todo apoio, estrutura pra jogar, mas não me adaptei. Não foi por vaidade, por nada, mas sim porque tive problemas de saúde, tive distúrbio de sono, não conseguia dormir, isso piorava ainda mais. Sou ser humano. Tem gente que acha que jogador de futebol não pode ter os mesmos problemas que os outros."



Libertadores

"Torneio importantíssimo. Ganhei a liga dos campeões, que é equivalente a Libertadores, mas nenhum se equivale a ela em termos de dificuldade e disputa como esta competição. Joguei uma vez, temos time pra conquistar e não vai faltar vontade, luta."



Libertadores - parte 2

"Ás vezes enfrentamos altitude, árbitros complicados, pegada muito forte. Nós sabemos que não é só na técnica e com passado vitorioso que vamos conquistar alguma coisa. Temos que colocar sempre algo mais em campo. Tenho certeza de que vamos estar preparados chegar nos momentos que precisar."



Seleção Brasileira

"Quero, tenho ambições. Tenho esse objetivo. Com certeza jogando no São Paulo fica mais fácil. Sempre me disseram que trabalhando no clube as coisas ficam mais fáceis."



Estréia contra o Corinthians

"Pra mim seria maravilhoso estrear. Temos emoções assim no futebol. Há dois anos jogava do lado do Corinthians. Imagina jogar e fazer um gol numa partida dessas? Seria sensacional."



Corinthians

"Foi um clube que passei e sempre fui muito profissional lá. A partir de hoje só posso falar de São Paulo Futebol Clube."

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)