Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

29/06/2005 07:36

São Paulo já está escalado para o jogo de hoje

Felipe Espindola

O São Paulo entra em campo nesta noite para enfrentar o River Plate e toda a pressão prometida pelos argentinos na segunda partida das semifinais da Copa Libertadores da América.

A rivalidade existente entre os dois paises está ainda mais acirrada após alguns fatos que ocorreram no Morumbi, quando o ônibus da equipe argentina acabou sendo atacado quando chegava ao estádio e torcedores do River destruíram cadeiras do estádio ao entrarem em confronto com a Policia Militar.

O técnico Paulo Autuori, que já morou na Europa e em outros países da América do Sul, acredita que os incidentes devem ser tratados como problemas sociais e não como questões de rivalidade.

"A violência é uma questão social e infelizmente está presente em todos os lugares, como festas, boates, estádios, tanto aqui como na Argentina", analisa.

Experiente, o comandante Tricolor procura deixar seus jogadores alheios aos problemas extra campo e quer que seu grupo pense apenas em jogar futebol.

"Vamos tranqüilos, prontos e focados para jogar. Responderemos qualquer tipo de coisa com futebol", confia o treinador.

Por sua equipe ter vencido o primeiro jogo por 2 a 0 e poder perder pela vantagem mínima para chegar as finais, Paulo Autuori acredita que a pressão esteja contra os argentinos e não a favor deles.

"Quem tem que perder o equilíbrio é o River Plate e não o São Paulo. Eles tentarão fazer isso com nosso time e temos que estar atentos", revela.

Jogador mais antigo do elenco, Rogério Ceni também se mostra focado, mas deixa claro que tem suas preocupações.

"Temos que jogar com inteligência. Não me preocupo com qualquer tipo de hostilidade. Meu maior temor é com relação a arbitragem, com a tranqüilidade do juiz para apitar lá", destaca o jogador, que assim como a cúpula Tricolor, não gostou da atuação do arbitro uruguaio Gustavo Mendez no primeiro jogo.

Para ter ainda mais tranqüilidade e transferir de vez a responsabilidade para os argentinos, o time promete buscar os gols. Um gol do São Paulo obriga o River Plate a fazer quatro.

"Vamos com o intuito de fazer gols. Isso mudaria a situação e a história do jogo", garante o capitão Rogério Ceni.

Apesar do retrospecto do time no Monumental de Nunes apontar três derrotas em três partidas, a boa noticia para torcedor são-paulino é que o Tricolor jamais deixou de marcar gols na casa do rival - são três em três jogos.

"Vamos ter que quebrar esse tabu e mudar essas estatísticas, mas nossa maior motivação é poder chegar a final de uma competição como essa, ainda mais 11 anos depois da última participação", completa o goleiro-artilheiro.

Neste jogo, o Tricolor não poderá contar com Grafite, que recupera-se de lesão no joelho, Cicinho, que defende o Brasil na semifinal da Copa das Confederações, além de Diego Tardelli, Fábio Santos e Edcarlos, que estavam disputando o Campeonato Mundial Sub-20.

RIVER PLATE x SÃO PAULO

Data: 29/06/2005 (quarta-feira)
Local: estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires
Horário: 21h45
Árbitro: Rubén Selman (Chile)
Auxiliares: Rodrigo González e Lorenzo Acuña (Chile)
Transmissão: Globo

River Plate
Costanzo; Diogo, Ameli, Tuzzio e Domínguez; Lucho González, Mascherano, Zapata e Gallardo; Marcelo Salas e Farías
Técnico: Leonardo Astrada

São Paulo
Rogério Ceni; Fabão, Alex e Diego Lugano; Souza, Mineiro, Josué, Danilo e Júnior; Luizão e Amoroso
Técnico: Paulo Autuori


site do São Paulo Futebol Clube

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)