Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/04/2016 06:10

São Paulo empata com The Strongest e segue na Libertadores

Midiamax

 

Em noite de agonia, o São Paulo resistiu, empatou com o The Strongest fora de casa, nesta quinta-feira em 1 a 1, graças a gol do artilheiro argentino Jonathan Calleri, e garantiu classificação às oitavas de final da Taça Libertadores, como segundo colocado do grupo 1.

O jogo chegou a ter momentos dramáticos nos instantes finais, com a expulsão do goleiro Denis aos 48 minutos do segundo tempo, após receber dois cartões amarelos por causa de cera. O zagueiro Maicon precisou ir para debaixo das traves e até mostrou segurança para não ser vencido pelos chutões do adversário na altitude.

Bem antes disso, os visitantes, que precisavam da vitória para avançar, abriram o placar aos 29 minutos do primeiro tempo, com o meia paraguaio Ernesto Cristaldo. O camisa 12 tricolor, no entanto, balançou as redes aos 43 da etapa inicial, chegando a oito gols na competição.

Calleri é o máximo goleador da competição e, de quebra, se igualou a Luís Fabiano como maior artilheiro do São Paulo em uma mesma edição da Taça Libertadores. Em 2004, o Fabuloso chegou até às semifinais e acabou na ponta da classificação dos marcadores.

Com o empate, resultado que precisava, o time paulista chegou aos nove pontos, ficando em segundo na chave, atrás do River Plate, que hoje encerrou participação na fase de grupos batendo o Trujillanos. Na próxima etapa, o adversário do Tricolor será o Toluca, do México, com a primeira partida acontecendo no Morumbi.

Para o jogo desta quinta-feira, a grande mudança no São Paulo foi a ida de Paulo Henrique Ganso para o banco de reservas, já que o técnico Edgardo Bauza preferiu apostar em três volantes, Hudson, Thiago Mendes e Wesley, e dois jogadores rápidos pelos lados, Kelvin e Michel Bastos.

Logo no primeiro minuto do primeiro tempo, o time visitante tomou um susto, quando Rodrigo Caio foi atingido no rosto pelo atacante Alonso, e saiu de campo ensanguentado, o que fez com que o Tricolor tivesse um a menos em campo por alguns instantes.

Já com 11 contra 11, o duelo teve muita briga, marcação pressão dos donos da casa e tentativa de saída rápida do São Paulo. Aos 10, Wesley recebeu na intermediária, carregou e soltou a bomba de perna direita, em bola que saiu por cima do gol defendido por Vaca.

A primeira finalização do The Strongest veio aos 19 minutos, quando Alonso cobrou falta da entrada da área, que desviou na barreira e saiu pela linha de fundo. Aos 27, após bola curta cobrada por Escobar, em escanteio, Bejarano quase surpreendeu Denis em chute da lateral direita da área.

A 'blitz' dos anfitriões surtiu efeito aos 29 minutos do primeiro tempo, de novo com bola alçada pelo ex-jogador de Santo André e Ipatinga, dessa vez em falta. A zaga e o goleiro são-paulinos não se entenderam, Alonso resvalou e Cristaldo cabeceou para o fundo das redes, abrindo o placar.

O tricolor assustou só aos 43, quando Hudson recebeu na intermediária e bateu prensado na zaga. No escanteio, Michel Bastos cruzou da direita e achou o goleador Calleri, que ganhou da zaga no alto e testou para o fundo das redes, igualando o placar.

Pouco depois, aos 45, foi a vez de Kelvin receber bola enfiada na direita e disparar em direção a área. O jovem atacante mostrou categoria para enfileirar três adversários, mas na hora de tirar nota 10, finalizou com a perna esquerda por cima do gol.

O segundo tempo teve o The Strongest pressionando muito desde os primeiros minutos. Aos 7, após troca de passes, Chumacero ajeitou e Alonso, de frente para Denis, escorregou e bateu sem força na bola, parando na defesa do goleiro brasileiro.

Com a equipe tricolor tendo muitas dificuldades, sendo pressionada pelo adversário, Edgardo Bauza começou a mexer no time, primeiro tirando o "amarelado" Bruno para a entrada de Caramelo, e depois colocando Ganso na vaga de Michel Bastos.

As mudanças fizeram com que o São Paulo ficasse mais tempo no campo de ataque. Aos 28, Ganso acertou belo passe e deixou Mena na cara do gol, em condição de cruzar para Calleri. O lance foi invalidado pela arbitragem, no entanto, por causa de impedimento do chileno.

Os donos da casa reclamaram muito aos 32, quando Esbobar foi lançado na área e caiu após disputa com Caramelo. Instantes depois, foi a vez de Hudson fazer falta em Ramallo, muito perto da linha da área, pelo lado esquerdo, e de novo houve queixa por penalidade.

Em uma das raras ações ofensivas do São Paulo no segundo tempo, Kelvin acionou Ganso, que passou para Thiago Mendes, que, da entrada da área, soltou uma bomba, que não acertou o gol, saindo por cima do travessão.

Aos 45, o camisa 10 do time paulista teve chance de matar o jogo, quando recebeu na intermediária e, ao perceber o goleiro Vaca adiantado, deu leve toque por cobertura, também não acertando o alvo, com a bola passando por cima do gol.

No momento que o relógio marcou 47 minutos, faltando três para o fim da partida, de acordo com os acréscimos estipulados pelo chileno Roberto Tobar, Denis foi advertido pela segunda vez com cartão amarelo e foi expulso. Com isso, o zagueiro Maicon foi para o gol.

Irritados, os reservas tricolores chegaram a entrar em conflito com os suplentes do The Strongest. A polícia precisou intervir para acalmar os ânimos de atletas e integrantes de comissões técnicas.

O goleiro improvisado, apesar do pouco tempo, teve que trabalhar, primeiro cortando cruzamento e impedindo rebote. Aos 52, ficou com a bola na mão, na última tentativa de ataque da equipe boliviana, que apostou no chutão para vencer o zagueiro.

Depois do apito final, ainda houve briga generalizada, com os jogadores do The Strongest tentando agredir, principalmente, Calleri. Atletas, membros da comissão técnica e outros funcionários do Sâo Paulo precisaram correr em direção ao vestiário, escoltados por policiais.

Ficha técnica:.

The Strongest: Vaca; Diego Bejarano, Maldonado, Fernando Marteli e Cristaldo (Ramallo); Chumacero (Neumann), Veizaga, Castro e Wayar; Escobar e Alonso. Técnico: César Farías.

São Paulo: Denis; Bruno (Caramelo), Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Wesley, Kelvin e Michel Bastos (Ganso); Calleri (Alan Kardec). Técnico: Edgardo Bauza.

Árbitro: Roberto Tobar (Chile), auxiliado pelos compatriotas Francisco Mondría e Raúl Orellana.

Gols: Cristaldo (The Strongest); e Calleri (São Paulo).

Cartões amarelos: Escobar (The Strongest); Denis, Bruno e Caramelo (São Paulo).

Cartão vermelho: Denis (São Paulo).

Estádio: Hernando Siles, em La Paz (Bolívia).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)