Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/11/2005 09:11

São Paulo deve abrir fronteiras na quarta-feira

Christiane Reis/Campo Grande News

O proprietário da maior produtora de suínos de Mato Grosso do Sul (Jeroá Suínos), Levy Dias, disse que teve a garantia do secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Antônio Duarte Nogueira Júnior, que a partir de quarta-feira (16) aquele estado vai abrir as fronteiras para os animais de Mato Grosso do Sul.
Levy Dias disse ter entrado em contato telefônico com o secretário do governo paulista, para expor a grave situação vivida pelo setor. Segundo a Agência Popular de Notícias , o produtor não vê justificativa técnica para a manutenção do impedimento da entrada de suínos de Mato Grosso do Sul em São Paulo. “Até porque há mais de meio século não temos registro de febre aftosa em suínos, não apenas em Mato Grosso do Sul, mas em todo o Brasil. Portanto, não se justifica a permanência da barreira, inclusive por existir uma portaria do Ministério da Agricultura, liberando as fronteiras de todos os estados brasileiros”.
Para Levy Dias a postura do governo de São Paulo sugere muito mais um “embargo econômico” do que propriamente sanitário. Indagado sobre se a produção de Mato Grosso do Sul oferece algum risco à paulista, o ex-senador comentou: “Mato Grosso do Sul é hoje o maior produtor de carne bovina do país, sendo o Estado que produz a carne suína de melhor qualidade. Para se ter uma idéia, a maior parte do que é produzido aqui é exportada para os mercados muito exigentes. Portanto "é de se deduzir que a razão não seja de sanidade".

Porcos no pasto– Levy Dias será o primeiro produtor de suínos do Estado a colocar seus animais no pasto. Segundo ele, isso acontece a partir deste sábado, quando serão soltos dois mil exemplares.
São animais com quase 35 quilos e 70 dias, portanto menos suscetíveis aos riscos de sanidade, apesar de que até agora tenham sido criados em sistema de confinamento, onde até mesmo a temperatura de seus corpos é controlada por equipamentos.
Na avaliação do produtor, não se trata de nenhum tipo de pressão. “O que estamos fazendo é simplesmente usando uma lei da física; em que ‘dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço’. E, não temos mais como manter os animais confinados em função de já estar fazendo 35 dias que não embarcamos nenhum cevado (porco gordo, para o abate)”. Ele disse que a medida de liberar a criação a pasto pode ter resultados imprevisíveis, mas que os animais que estarão sendo liberados na granja são os que podem sofrer menos com a medida..

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)