Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/07/2006 15:33

Sanidade - Ministério libera R$ 5,3 milhões para MS

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) depositou R$ 5,3 milhões, na última sexta-feira, nos cofres da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro/MS) e da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário (SDA) como forma de garantir que a crise no orçamento, enfrentada pelo Governo de Mato Grosso do Sul, não interrompa as ações dos dois órgãos.

De acordo com o superintendente federal de Agricultura, José Felício, a Iagro recebeu R$ 3,5 milhões, previstos em convênio firmado com o ministério, para garantir os custos administrativos e a continuidade das ações de sanidade animal e vegetal no Estado. O órgão deve utilizar a verba para manter em dia o pagamento dos técnicos, bem como reforçar as ações de vigilância sanitária, que necessitam de recurso para despesas com gasolina, manutenção de veículos e diária dos funcionários. "Esses recursos devem ser utilizados somente para manutenção e não para investimentos", disse Felício.

Segundo ele, o convênio firmado entre Iagro e ministério é fruto de uma articulação do governador José Orcírio Miranda dos Santos e do diretor-presidente da Iagro, João Cavalléro, para manter os recursos necessários à manutenção do órgão, uma vez que o repasse pelo Estado poderia ficar comprometido diante do fraco desempenho da arrecadação estadual em decorrência da crise do agronegócio. O orçamento da Iagro no ano é de aproximadamente R$ 36 milhões, sendo que R$ 12 milhões são adquiridos pela atuação do órgão e os demais R$ 24 milhões devem ser repassados pelo Estado, o qual, em crise, formulou e firmou o convênio com o ministério para manter as atividades da Iagro.

Felício ressaltou ainda que os demais R$ 1,8 milhão, depositados na sexta-feira, foram alocados ao cofre da SDA para que a secretaria cumpra com a assistência aos pequenos produtores, em sua maioria ligados à atividade leiteira na região dos municípios onde foram confirmados focos de aftosa no sul do Estado, que desde o registro dos focos sofrem restrições para comercialização dos produtos.

O superintendente disse que, sem os recursos, a continuação das ações de vigilância da Iagro poderia ficar comprometida. "Os problemas de febre aftosa no ano passado propiciaram que Mato Grosso do Sul fosse contemplado com o maior volume de recursos entre os Estados", disse Felício. Ele lembrou ainda que o convênio prevê o repasse total de R$ 7,1 milhões à Iagro, sendo que a outra parcela dos recursos deve ser repassada ao órgão em setembro.


Autor: Imprensa - Correio do Estado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)