Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/01/2009 08:07

Sancionada Lei que eleva contribuição para o MSPrev

Fernanda Mathias, Campo Grande News

O governador André Puccinelli (PMDB), sancionou a Lei que eleva de 20% a 22% a contribuição dos poderes para o MSPrev. O Projeto de Lei foi aprovado em sessão extraordinária, convocada pelo governador, na última sexta-feira.

Abrange os podres, o Tribunal de Contas, o Ministério Público, a Defensoria e autarquias e fundações.

A partir da publicação em Diário Oficial, a Lei já está em vigor, com efeitos retroativos a 1º de janeiro. Todos terão de contribuir com 22% dos subsídios e remunerações para o findo previdenciário.

Regularização – A mudança na contribuição é para equilibrar o sistema previdenciário. Apesar de o repasse patronal ter que corresponder ao dobro da contribuição descontada dos servidores, o Estado aplica 20% para o pagamento dos aposentados e pensionistas, mas desconta 11%. Portanto, para não ser punido, o governo precisa aumentar para o dobro (22%) a contribuição dos Poderes, do Tribunal de Contas, do Ministério Público, da Defensoria Pública-Geral, das autarquias e das fundações estaduais.

Mato Grosso do Sul foi considerado irregular no critério “Equilíbrio Financeiro e Atuarial”, estabelecido pelo Ministério da Previdência. Desta forma, o Estado corre o risco de não poder emitir um novo CRP (Certificado de Regularidade Previdenciária). O documento é exigido para transferências de recursos voluntários da União, liberação de empréstimos e financiamentos por instituições financeiras federais e pagamento dos valores devidos pelo Regime Geral de Previdência Social.

O último CRP foi emitido em outubro e tem validade até o próximo dia 21. O documento é renovado a cada três meses. “Aumentando-se a contribuição patronal para com o MSPrev de 20% para 22% teremos prazo até 31 de dezembro de 2010 para cumprir a exigência de plano de amortização ou da segregação de massas para equacionamento do déficit atuarial, que é a causa da irregularidade apontada no parecer”, explica Puccinelli.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)