Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/05/2004 09:10

Salário mínimo ainda não é consensual

Agência Câmara

A bancada do PT na Câmara adiou nesta quinta-feira a reunião que havia sido marcada para discutir a decisão já tomada pela Executiva Nacional do partido de fechar questão, mesmo sem unanimidade, pelo valor enviado ao Congresso. A bancada vai ter dificuldades para encontrar consenso, pois dos 90 deputados cerca de 30 já manifestaram a intenção de votar contra os R$ 260.
O presidente nacional do PT, José Genoino, já se manifestou publicamente pela manutenção do valor do salário mínimo enviado pelo Governo. Existem propostas na bancada do partido que elevam o salário para R$ 280, R$ 295 e R$ 300. A proposta que surge na Base Aliada é a sugestão para que o Governo elabore, rapidamente, uma política de recuperação do mínimo a médio e longo prazo.

PFL quer R$ 275
A Executiva Nacional do PFL decidiu nesta quinta, por unanimidade, fechar questão em torno da proposta de salário mínimo em R$ 275. Os parlamentares vão defender em Plenário o relatório do deputado Rodrigo Maia (PFL-RJ), elaborado na Comissão Especial que analisou a Medida Provisória 182/04, enviada pelo Governo.

Excesso de superávit
O líder do PFL na Câmara, deputado José Carlos Aleluia (BA), disse que é possível aumentar o valor do mínimo usando recursos que viriam do excesso de superávit primário realizado pelo Governo. Segundo Aleluia, a economia para pagar juros da dívida está sendo maior que a necessária e o Executivo poderia também cortar outras despesas. "O relator tomou o cuidado, ouvindo os técnicos do PFL e do PSDB, de apresentar uma proposta factível. É evidente que o Governo terá que cortar despesas supérfluas, como por exemplo a nomeação indiscriminada de pessoas sem concurso para cargos de confiança e talvez a suspensão da compra do avião", afirmou o líder.
José Carlos Aleluia acredita que não será preciso ameaçar nenhum parlamentar do partido com punições porque haverá unanimidade na votação contra os R$ 260 do Governo.
A Executiva decidiu ainda que os deputados e senadores do PFL estarão livres para votar outras propostas que possam surgir, de valor ainda superior aos R$ 275.

PMDB ainda não se decidiu
O PMDB, aliado com o qual o Governo conta para manter o valor anunciado, deve decidir na próxima semana se acompanha os R$ 260 ou se defende um mínimo diferente. A bancada vai se reunir nos próximos dias com o ministro da Previdência, Amir Lando, para saber o impacto de um aumento nas contas da previdência. A votação da medida provisória do salário mínimo deverá ser realizada em 15 dias.



Reportagem - Keila Santana
Edição - Ana Felícia


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)